Seet
Sobral – 300×100

Governador em exercício, Damaso, defende aumento de impostos

Redação AF - |
????????????????????????????????????

As reivindicações da prefeita de Miracema do Tocantins, Magda Borba (PR), e do presidente da Câmara Municipal da cidade, Leal Júnior (PR), foram reveladas na sessão solene realizada na noite desta segunda-feira (07), que foi comandada pela presidente interina desta Casa de Leis, deputada Luana Ribeiro (PR). Conforme a Constituição do Estado e o Regimento Interno da Assembleia, todos os anos, no dia 7 de dezembro, os deputados reúnem-se em Miracema, então considerada novamente Capital do Estado. Estavam presentes o governador interino, Osires Damaso (DEM), e outras autoridades.

O presidente da Câmara iniciou seu discurso com as elogiosas menções aos moradores de Miracema, que acolheram os pioneiros do Estado vindos de todo o Brasil. Após os elogios, o vereador passou às cobranças. “Miracema, às vezes, é deixada de lado”, disse, e citou obras de construção da Delegacia Cidadã e do Hospital de Referência da cidade, ambas pendentes.

Mais enfática, a prefeita Magda Borba cobrou a transferência de “todos os órgãos estaduais para fazer de Miracema uma Capital de verdade”. Ela também solicitou apoio para a recuperação do asfalto do setor Filomena, o que, segunda ela, “Miracema não têm condições de fazer sozinha”, e a concessão de máquinas para a recuperação de estradas vicinais. Auxílio ao combate do mosquito transmissor do Zika vírus foi o terceiro pedido da prefeita.

As palavras de cobrança ecoaram nos discursos dos parlamentares. O deputado Júnior Evangelista (PRTB), que foi prefeito de Miracema, reconheceu que a cidade se sente desprestigiada quando o dia da transferência da Capital não é lembrado. Já o parlamentar Wanderlei Barbosa (PSB) disse que o 7 de dezembro é simbólico, mas importante. Ele concordou com a sugestão da prefeita para que o governo do Estado transfira para Miracema parte de sua estrutura e  realize atos oficiais.

É uma sessão solene, mas deveria ser uma sessão de trabalho”, reforçou a deputada Valderez Castelo Branco (PP). Por sua vez, o parlamentar Nilton Franco (PMDB) anunciou a destinação de recursos de emendas para o conserto e melhorias nas dependências do plenário da Câmara, como o aparecimento de algumas goteiras, em decorrência da forte chuva que caiu durante a sessão.

Em seu pronunciamento, Damaso disse que o governador Marcelo Miranda (PMDB) atenderia aos pedidos não fossem as condições das contas públicas. “A prioridade do Estado é pagar a folha. Os 24 deputados trabalham por um Tocantins pujante. A Assembleia aprovou um pacote de aumento de impostos que, apesar de muito criticado, foi feito para atender a demandas como essas”, concluiu Damaso.

Os deputados Elenil da Penha (PMDB) e Olyntho Neto (PSDB) declinaram dos pronunciamentos a pedido de Luana Ribeiro que, preocupada com o efeito da chuva na estrutura do plenário lotado, resumiu a solenidade por motivos de segurança. Ao encerrar a sessão, Luana lembrou de seu trabalho em favor da recuperação asfáltica na cidade e no campo de Miracema. “Também temos emendas para o Miracaxi e acredito que este ano serão liquidadas as nossas emendas”, disse.

Os secretários do Planejamento, David Torres, da Administração, Geferson Oliveira, da Casa Civil, Télio Ayres, e da Defesa Social, Gleidy Braga, o comandante da Polícia Militar, coronel Glauber Santos, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Manoel Pires, e os deputados Cleiton Cardoso (PSL) e Amália Santana (PT) também estiveram presentes.

Comentários pelo Facebook: