Seet
Sobral – 300×100

Governo atrasa lançamento do edital de concurso da Polícia Militar e alega ‘trâmites burocráticos’

Agnaldo Araujo - | - 673 views
Foto: Divulgação
O edital estava previsto para ser lançado no mês de agosto

Mesmo com a criminalidade em alta em todo o Estado, o Governo do Tocantins não cumpriu com o compromisso de lançar o edital do concurso público da Polícia Militar no mês de agosto. A falta de efetivo nas ruas tem sido a principal reclamação da população e da classe empresarial, que sofre diariamente com roubos e furtos.

O anúncio de que o edital sairia no dia 25 de agosto foi feito pelo próprio governador Marcelo Miranda (PMDB) no final do mês de abril, durante entrevista coletiva à imprensa, na presença dos secretários estaduais e do Comandante-Geral da PM-TO.

Segundo anunciado, o concurso público prevê o preenchimento de 1.040 vagas, sendo 1.000 para soldados e 40 para cadetes/oficiais. A demora também frustou as expectativas dos concurseiros. Além disso, o governador vetou o aumento da idade, de 30 para 35 anos, para ingresso na PM e bombeiros.

Os candidatos que desejam participar do concurso deverão possuir o ensino médio completo, idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,63m para homens e de 1,60m para mulheres, dentre outras exigências. O salário inicial é superior a R$ 4,3 mil.

O último concurso público para a Polícia Militar do Tocantins foi realizado em 2013 e ofereceu 300 vagas para soldado, sendo 270 para homens e 30 para mulheres.

Em nota, a Secretaria de Comunicação (Secom) informou que o edital para o concurso da Polícia Militar está passando pelos trâmites burocráticos e que em duas ou três semanas, estará disponível para publicação.

Comentários pelo Facebook: