Governo autoriza curso de formação para 640 candidatos do concurso da Cidadania e Justiça

Agnaldo Araujo - |
Sede da Secretaria de Defesa Social do Tocantins

O Governo do Estado anunciou nesta quinta-feira (17) a realização do curso de formação para os integrantes do cadastro reserva do Sistema Penitenciário e do Sistema Socioeducativo, do concurso da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

A autorização foi dada durante reunião com as duas categorias e membros das Associações dos Servidores do Sistema Penitenciário (Aspen) e do Sistema Socioeducativo do Estado do Tocantins (Assoeto), no Palácio Araguaia. Com a iniciativa, o quadro da Defesa Social será reforçado com 640 novos servidores para os sistemas penitenciário e socioeducativo.

Na audiêcia, com a comissão de servidores, também foram anunciados o pagamento de adicional noturno e as diárias atrasadas para a categoria; a assinatura de um termo de cooperação técnica com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), voltado para a capacitação, pós-graduação e mestrado para o quadro.

O governo ainda prometeu atender uma reivindicação da categoria, ao revelar que vai enviar projeto de lei à Assembleia Legislativa solicitando a mudança das nomenclaturas de técnico socioeducativo e analista socioeducativo, para agente de segurança socioeducativo e agente especialista socioeducativo.

O secretário Héber Fidelis, titular da pasta da Cidadania e Justiça (Seciju), informou que já conseguiu autorização com o Exército para aquisição de armamento para o quadro. O secretário assegurou que essas melhorias anunciadas demonstram um novo olhar para a categoria. “A categoria estava desestimulada pela falta de estrutura e ação do governo e essas medidas anunciadas vão proporcionar melhores condições de trabalho e estimula à categoria”, afirmou.

Para a vice-presidente da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Tocantins, Lídia Nara Gomes, as medidas adotadas significam o fortalecimento da categoria. “Estamos imensamente felizes porque são demandas realizadas agora. Essas coisas motivam os servidores que já tomaram posse e aqueles que devem ser empossados com a realização do curso para o quadro de reserva”, salientou.

O representante da Associação dos Servidores do Sistema Socioeducativo, Claudemir Prevital, também saiu bastante otimista com os resultados da reunião.

Foto: Manoel Lima
Presentes no encontro

O concurso

O concurso público para o provimento de vagas e cargos do quadro da Defesa Social e Segurança Penitenciária da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça foi realizado em 2014.

A realização da segunda etapa foi dividida, com a realização de um curso de formação para o Sistema Penitenciário, em 2016, e o curso de formação do Socioeducativo em 2017, com um total de 1.229 vagas.

Após essa etapa, os aprovados foram lotados de acordo com a ordem de classificação, sendo 784 do Sistema Penitenciário e 396 no sistema Socioeducativo.

Comentários pelo Facebook: