Seet
Sobral – 300×100

Governo deixa faltar alimentação aos pacientes e servidores nos maiores hospitais públicos do Estado

Mara Santos - | - 527 views
Foto: Divulgação
Hospital Regional de Araguaína (HRA)

Mesmo após a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) afirmar que solicitou à Litucera LTDA o restabelecimento da alimentação nas unidades hospitalares do Tocantins, a informação de servidores do Hospital Regional de Araguaína (HRA) é de que não foi servido o jantar na última terça-feira (22/03), bem como o café da manhã e almoço desta quarta-feira (23/03).

O Secretario jurídico do Sindicato dos Profissionais da Enfermagem do Tocantins (SEET), Valdeilton Pinheiro de Sousa, informou que recebeu a denúncia da falta da alimentação no HRA. Segundo ele, os profissionais ficaram sem jantar e só depois das 22h foi oferecido um caldo de feijão. Ele ainda afirmou que, segundo relato, em Palmas teria sido oferecido feijão com farinha.

“É muito entristecedor, haja vista que são todos são servidores”, comentou. Ele ainda lembrou da greve ocorrida no início de 2016. “Tivemos a greve para que fosse feito esse reconhecimento para o fornecimento de uma alimentação digna e materiais para o trabalho, mas não houve esse reconhecimento”, disse.

A reportagem procurou a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) para comentar o assunto, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Outras unidades

No Hospital Regional de Palmas (HGP), maior hospital público do Estado, a informação é de o refeitório esteve fechado durante parte do dia. Já no Hospital Regional de Gurupi (HRG), funcionários informaram que não foi servido café da manhã e almoço. No hospital Regional de Porto Nacional (HRPP), a situação é a mesma, não foi servido café da manhã e almoço para os funcionários.

O presidente do SEET, Claudean Pereira Lima, afirmou que o sindicato entrará com uma denúncia sobre a situação junto ao Conselho Estadual da Saúde.

Outro lado

O Governo do Estado do Tocantins informou por meio de nota, que na tarde da útlima quarta-feira (23/03), em reunião das secretarias estaduais da Fazenda, Saúde e representantes da empresa Litucera, ficou acordado que até o fim deste mês de março serão pagos mais R$ 2,5 milhões referentes aos serviços prestados nos hospitais públicos estaduais.

Na reunião foi definido ainda que o governo e a empresa vão manter negociações permanentes na tentativa de encontrar soluções para o impasse que afetou, principalmente, os serviços de alimentação nos hospitais públicos do Tocantins. “As secretarias estaduais reconhecem os créditos devidos à prestadora de serviços, mas entendem que é fundamental fazer uma revisão dos contratos em vigor”, disse a nota.

(Colaborou: Agnaldo Araújo)

Comentários pelo Facebook: