Governo deve convocar 156 candidatos remanescentes do concurso da Polícia Civil

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Comissão dos Aprovados foi recebida pelo secretário de Segurança Pública

A Comissão dos Candidatos Aprovados no concurso da Polícia Civil do Tocantins se reuniu com o secretário de Segurança Pública Deusiano Pereira de Amorim, nesta quarta-feira (9), para discutir as 156 convocações remanescentes do certame realizado pelo governo estadual ainda em 2014 – no governo de Sandoval Cardoso.

Na reunião, o secretário disse que está sendo realizado um levantamento financeiro através da Secretaria de Planejamento desde a semana passada. Diante disso, ele ressaltou que a intenção do governo é que todos os candidatos sejam nomeados até sexta-feira (11).

O secretário ainda garantiu, durante o encontro, que está se esforçando para convocar os remanescentes e afirmou que a posse dos aprovados é de interesse da gestão do governador Mauro Carlesse (PHS).

No momento ainda faltam ser convocados 37 peritos, 40 delegados e 78 escrivães. Todos os aprovados já fizeram o curso da formação na Academia de Polícia e estão preparados para tomar posse.

Dieverson Reis, candidato aprovado para o cargo de perito criminal e membro da comissão, acredita que o certame está chegando ao capítulo final, após 4 anos.

“Em prol de todo o investimento que já foi feito neste concurso e, principalmente, na Segurança Pública do Estado, queremos ser convocados. Esperamos que a nomeação de todos seja confirmada, lembrando que estamos empenhados e  prontos para prestar serviço à segurança pública estadual”, afirmou.

Na ocasião, os aprovados também discutiram assuntos estruturais da Polícia Civil, como o déficit do efetivo na corporação.

A comissão também destaca que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018 prevê um artigo que destina recursos específicos para a finalização de fases finais concursos e contratação de membros do cadastro de reserva. Por isso, os representantes do certame alegam injustiça na tramitação final do processo seletivo.

Comentários pelo Facebook: