Seet
Sobral – 300×100

Governo do Estado aumenta despesas em R$ 260 milhões e investimentos caem

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Márlon Reis: “A gestão estadual gasta muito com sua estrutura e investe pouco no desenvolvimento do Tocantins”

Análise de dados do Portal da Transparência do governo do Tocantins aponta que a gestão estadual, em um ano, aumentou despesas e reduziu investimentos. Conforme os números, entre janeiro a setembro deste ano o Executivo investiu R$ 284.130.576,16. O valor é 7,6% menor que o resultado do mesmo período do ano passado, que foi R$ 307.798.153,70. O Portal da Transparência informa ainda que até agora o Executivo arrecadou mais de R$ 6,3 bilhões (exatamente R$ 6.331.974.518,19)

Por outro lado, o total de gastos subiu 5,06% no mesmo período. De janeiro a setembro deste ano o as despesas do Executivo passaram da casa dos R$ 5,1 bilhões (exatos R$ 5.136.698.138,43). Já entre janeiro a setembro de 2016 o Executivo gastou R$ 4,8 bilhões (ou seja, R$ 4.876.713.417,45).

“Com aumento de despesas e redução de investimentos, Tocantins não tem dinheiro para crescer. Notamos uma disparidade preocupante, porém, reveladora. A gestão estadual gasta muito com sua estrutura e investe pouco no desenvolvimento do Tocantins”, afirmou o ex-juiz de Direito e advogado Márlon Reis, de posse dos números.

Os dados mostram ainda que do total de gastos em 2016 apenas 6,31% foram para investimento. Já em 2017 caiu ainda mais, ou seja, 5,53%. “Vamos ser mais claros: de cada dez reais gastos pelo governo, cinquenta centavos foram para investimento este ano. É pífio. Em suma: a gestão atual, a cada ano, reduz o investimento. E redução de investimento significa deixar de crescer”, comentou.

MUDAR OS RUMOS

Tocantinense de Pedro Afonso e um dos principais responsáveis pela criação da Lei da Ficha Limpa que encabeçou com outros magistrados o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, Márlon Reis avalia que o Tocantins precisa mudar os rumos.

“De fato, algo está errado e precisa urgentemente ser corrigido. Não se pode gastar tanto assim e investir tão pouco. Como propulsor do desenvolvimento do Tocantins, o governo deve investir em projetos e programas que visem o desenvolvimento”, disse. “É preciso priorizar projetos sérios e eficazes, com estudos técnicos de viabilidade para que mais empresas venham para o Estado, gerando emprego e renda. E o governo deve fazer a sua parte para atrair os empreendimentos, dando condições para a instalação”, complementou.

Pré-candidato ao governo do Tocantins, Márlon Reis tem discutido com a comunidade e vários segmentos da sociedade como sindicatos, setores produtivos e com profissionais liberais mecanismos para mudar a situação do Estado. “Seguimos debatendo. Encomendados um estudo sobre a real situação financeira do Estado e estamos conversando com diversos setores a situação do Tocantins, os gargalos, as dificuldades e mecanismos para a busca da solução”, declarou. “Essa agenda vai ser intensificada pois a solução para os problemas deve ser uma busca incessante das autoridades, mas discutida com a sociedade que vive o problema e tem os meios para obter a solução, que parte do princípio da necessidade de uma gestão capaz, eficaz e que tenha vontade política de realizar”, finalizou.

Comentários pelo Facebook: