Governo do Estado extingue mais contratos temporários, exonera e nomeia servidores públicos

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Servidores que ganham até até R$ 2.670,00 recebem na quinta. Restante só dia 12

O Governo do Estado extinguiu mais contratos temporários de servidores públicos, conforme publicação do Diário Oficial dessa segunda-feira (23).

Desta vez, 43 servidores tiveram o vínculo cancelado com o Palácio Araguaia. Desse total, apenas um foi a pedido e o restante ocorreu em decorrência do fim do contrato.

Entre os ex-servidores estão profissionais da saúde como médicos, técnico em enfermagem e analista técnico. Há também de outras áreas: auxiliar operacional carregador; agente administrativo; repórter de rádio e televisão.

Nomeados e exonerados

O Diário Oficial também trouxe a nomeação de novos servidores e a exoneração de outros.

Conforme a publicação, Darque Ane Ribeiro dos Santos de Castro AlvesMadalena Ribeiro da Silva foram nomeadas para o cargo de provimento em comissão de Coordenador do CIRETRAN – DAI-4.

José Miranda Monteiro Júnior foi exonerado do cargo de provimento em comissão de Chefe do Escritório Local – DAI-5, da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins; e Soraya Ribeiro Paiva Gabarini do cargo de assessor especializado de procurador – DASP-5, da Procuradoria-Geral do Estado.

Joana Lopes da Silva foi exonerada do cargo de provimento em comissão de Diretor de Administração e Finanças – DAS-4, da Fundação Radiodifusão Educativa do Estado do Tocantins – REDESAT.

Outros

Antes dessas mudanças, o governador Mauro Carlesse (PHS) já havia exonerado outros servidores com contratos temporários ou não. Ele também nomeou novos servidores na ocasião.

Mauro Carlesse foi eleito governador do Tocantins no 2º turno da eleição suplementar em junho para o mandato-tampão que se estende até o dia 31 de dezembro de 2018. Ele deve concorrer a reeleição.

Contratos temporários extintos 

Veja mais

Carlesse faz nomeações, exonerações e extinção de contratos temporários no Governo do Tocantins

Comentários pelo Facebook: