Sobral – 300×100
Seet

Escola Alfredo Nasser pode ser fechada para instalação do Colégio Pré-Universitário

Agnaldo Araujo - |
Foto: Dviulgação
Proposta de fechamento da Escola Alfredo Nasser

Agnaldo Araujo//AF Notícias

O Governo do Estado pretende fechar a Escola Estadual Professor Alfredo Nasser para que no local funcione o Colégio Pré-Universitário, que atualmente está em um prédio alugado em Araguaína (TO). Porém, servidores, professores, pais e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintet) não concordam com a proposta. A direção do sindicato já se reuniu com os servidores da escola para discutir a situação.

De acordo com a proposta, a escola será fechada e o alunos encaminhados para o Colégio Estadual Guilherme Dourado, Colégio Jorge Amado e Colégio Aplicação. Já os servidores estão preocupados com o futuro, caso a mudança seja concretizada.

Pela proposta, os alunos serão distribuídos em duas turmas de 7º e 8° ano, sendo uma no período matutino e outra no vespertino, além de outra turma, de 9º ano, no matutino. Os demais alunos serão divididos da seguinte forma: nove do 7º ano iriam para o Colégio Guilherme Dourado; onze do 8º ano e outros onze do 9º ano iriam para o Colégio Estadual Adolfo Bezerra de Menezes e mais sete do 8º ano para o Colégio Guilherme Dourado, que também receberia mais dez estudantes do 9° ano.

Reunião na DREA

De acordo com o presidente regional do Sintet de Araguaína, Jesulê José Guida, a Diretoria Regional de Ensino de Araguaína fez uma reunião com os diretores das escolas estaduais,  mas sem a presença da diretora do Alfredo Nasser. No encontro, foi produzido um documento que trata sobre o fechamento do colégio, bem como sobre o remanejamento dos alunos.

Entendemos que com essa situação se cria outra desagradável, de desrespeito e transtorno psicológico aos servidores. Vamos ter um problema de demanda muito grande”, disse. “Por que o Governo está fechando uma escola estadual? E os servidores, o que vai acontecer com eles?”, indagou.

Conforme o presidente do Sintet, se necessário, haverá manifestação contrária à proposta. “Se necessário, vamos ajuizar ação, fazer manifestação na rua, chamar pais e ex-alunos para a rua”, afirmou.

Alunos da Escola Alfredo Nasser

A Escola Alfredo Nasser conta, atualmente, com cerca de 400 alunos e 46 servidores efetivos. Maioria dos alunos é de bairros e setores periféricos da cidade. A escola é uma das pioneiras da cidade.

Transporte escolar

Outra preocupação dos pais, e também do Sintet, é com o transporte escolar. “Vai ter transporte escolar? Qual é a garantia que vai atender bem esses alunos, sendo que todo ano tem problema com o transporte escolar, briga entre Município e Governo do Estado?”, indagou Jesulê José Guida.

A reportagem entrou em contato com o Governo do Estado, por e-mail, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. O espaço segue aberto.

Comentários pelo Facebook: