Sobral – 300×100
Seet

Governo suspende pagamento de R$ 5,9 milhões em benefícios aos servidores da saúde devido greve

Redação AF -

O governo suspendeu o pagamento de R$ 5,9 milhões em adicional noturno e insalubridade aos servidores em saúde do Tocantins em virtude da continuidade da greve. A informação foi repassada à imprensa nesta sexta-feira (11) pela Secretaria da Administração (Secad). O pagamento estava previsto para a folha de novembro.

A Secad afirmou que a medida foi tomada porque mesmo com o acordo selado com o governador em exercício, Osires Damaso, que previa a normalização do atendimento com o pagamento adicional noturno, no valor R$ 1.314.000,00, no dia 8 de novembro, o movimento paredista se manteve.

A Secretaria afirmou ainda que os servidores estão “insensíveis” aos esforços do governo do Estado em honrar compromissos firmados na gestGreveão passada, sem previsão orçamentária.

“Diante da intransigência dos servidores em greve, os acordos de parcelamento em vigência serão revistos com a categoria, após a normalização do atendimento”, finalizou.

Outro lado

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Tocantins (Sintras-TO) disse que a decisão só fortalece o movimento paredista da classe. Esclareceu ainda que a continuidade do movimento não significa porta fechada para negociação.

Comentários pelo Facebook: