Sobral – 300×100
Seet

Grupo encapuzado invade cadeia e executa suspeitos da morte de policial militar

Mara Santos - |
Foto: Divulgação
Atingido na cabeça, o sargento Paulo morreu ainda no local

Dois suspeitos da morte do sargento da Polícia Militar (PM) Paulo Pereira da Silva, ocorrida no último dia 03, em Colméia, foram executados na noite desta quinta-feira (07/04), na Cadeia Pública daquela cidade, onde estavam presos à disposição da Justiça.

Segundo informações da Polícia Civil (PC),  cerca de 20 homens armados e encapuzados  chegaram em duas caminhonetes e invadiram a cadeia, por volta das 20 horas.

Após render os agentes penitenciários, os homens retiraram da cela os dois suspeitos, identificados como Charles Souza Oliveira Guedes e Weldon Souza Oliveira, e os executaram com tiros na cabeça.

Após a execução, os corpos foram arrastados até a parte externa da cadeia, onde foram deixados. O grupo então fugiu. A Polícia Milita de Guaraí foi acionada para auxiliar na ocorrência.

 

Entenda o caso

O sargento da Polícia Militar (PM) Paulo Pereira da Silva, de 38 anos, foi morto com um tiro na cabeça, na madrugada do último domingo (03/04), ao tentar impedir uma briga numa praça pública da cidade de Colméia. Outro policial, identificado como o sargento Josafá Ferreira de Araújo, também ficou ferido e foi encaminhado ao Hospital Geral de Palmas (HGP).

As informações são de que os policiais foram acionados porque no local, conhecido como um ponto de concentração de usuários de drogas, estaria acontecendo uma discussão. Ao chegar à praça, o sargento Paulo teria abordado e algemado um dos envolvidos na confusão. O grupo, de cerca de 15 pessoas, investiu contra os dois policiais, que foram cercados e acabaram sendo desarmados e atingidos por disparos que partiram das próprias armas.

Comentários pelo Facebook: