Seet
Sobral – 300×100

Halum culpa prefeitura por atraso na execução das obras da Via Lago: “pagamentos estão em dia”, diz

Agnaldo Araujo - |
Foto: Marcos Filho
Prefeito Ronaldo Dimas vistoriando a obra da Via Lago

O clima entre o deputado federal César Halum (PRB) e o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR), não anda muito amigável. Recentemente, os ex-aliados trocaram farpas nas redes sociais em relação aos valores e projeto para construção do novo cartão postal da cidade, a Via Lago. César Halum afirmou que os recursos já estavam à disposição da prefeitura há 30 meses, mas Dimas discordou.

E o desentendimento entre o Chefe do Executivo Municipal e o parlamentar ganhou um novo capítulo. César Halum apresentou o extrato em que mostra todos os repasses já destinados para a construção da obra. Conforme o documento, o último pagamento ocorreu no dia 02 de dezembro de 2016, no valor de R$ 1.205.741,49.

O deputado acusa a prefeitura de atrasar o andamento da obra com alterações no projeto inicial. “O contrato foi assinado há 30 meses, ele [Ronaldo Dimas] demorou 14 meses para iniciar a obra e paralisou 2 vezes para fazer alteração no projeto. Cada vez a Caixa Econômica Federal demorou em média 4 meses para autorizar a readequação”, disse o parlamentar.

Conforme o deputado, todos os repasses estão em dia. “Os pagamentos estão em dia. A prefeitura é que tem que acelerar a obra, o dinheiro está disponível no Ministério”, pontuou.

Conforme o espelho, R$ 472,21 foram repassados no dia 07 de outubro de 2016; mais R$ 543,5 mil no dia 13 de setembro; R$ 222,1 mil no dia 23 de junho; R$ 313,4 mil no dia 15 de abril e R$ 778,8 mil no dia 08 de março de 2016. Em 2015 foram repassados R$ 13,3 mil no dia 10 de dezembro.

O total que será destinado à execução da obra é de R$ 11.866,600,00. No espelho de repasses, César Halum aparece como o autor das emendas parlamentares que destinaram as verbas.

Em relação a investigação do Ministério Público Estadual, o deputado afirmou que é Dimas que tem que se explicar. “Ele é que tem que explicar, ele contratou a empreiteira que ele quis, que faz as casas para ele. Só pedi rigor na apuração das denúncias do MP como qualquer cidadão tem esse direito”, disse.

Investigação do MPE

O Ministério Público Estadual abriu inquérito para investigar um possível superfaturamento na contratação dos serviços para a execução da obra da Via Lago em Araguaína.

A investigação está a cargo do promotor Airton Amilcar Machado Momo, titular da Promotoria do Patrimônio Público e qualquer cidadão pode ajudar na apuração apresentando documentos ou subsídios diretamente à Promotora de Justiça.

Leia mais

Dimas e Halum trocam farpas nas redes sociais sobre recursos para construção da Via Lago

MPE instaura inquérito para investigar suspeitas de superfaturamento na obra da Via Lago

Comentários pelo Facebook: