Seet
Sobral – 300×100

‘Halum não foi cúmplice da corrupção e mostrou coragem’, diz vereador Wagner Enoque

Redação AF -
Foto: Divulgação
Vereador Wagner Enoque parabeniza César Halum por votar a favor da denúncia de Temer

A denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer foi arquivada na Câmara dos Deputados com facilidade. No Tocantins, dos oito parlamentares federais, cinco votaram favoráveis ao arquivamento (Lázaro Botelho, Josi Nunes, Dulce Miranda, Professora Dorinha e Gaguim) e apenas dois pelo prosseguimento das investigações (César Halum e Irajá Abreu). Um não compareceu (Vicentinho Júnior).

O vereador de Araguaína, Wagner Enoque, usou as redes sociais para parabenizar o deputado federal César Halum, ambos do PRB, pela ‘coragem e independência’ na votação.

“Ninguém está acima da lei e jamais podemos ser cúmplices da corrupção. Quem não deve, não teme. César Halum demonstrou que tem coragem para representar o povo, que age com coerência e responsabilidade, sem usar o mandato para barganhar cargos e emendas em troca do seu voto”, destacou Wagner Enoque.

O vereador ressaltou que o deputado pode sofrer ‘retaliações’ diante de sua postura, mas a coragem é algo muito precioso para quem deseja representar o povo.

Durante a votação, Halum disse que tem 29 anos de vida pública e sempre se pautou pela “transparência, coerência e combate à corrupção”. “Votei a favor do impeachment da presidente Dilma e agora por considerar que todos são iguais perante a Constituição Brasileira eu voto pela continuidade das investigações das denúncias contra o presidente Temer”, justificou.

Para Wagner Enoque, essa postura demonstra também que César Halum está preparado para representar o Tocantins como senador da República. “O deputado representa bem a região norte do Estado e precisamos de alguém com esse perfil no Senado Federal”, disse o vereador.

Em junho, um grupo de 23 prefeitos da região do Bico do Papagaio lançou a pré-candidatura de César Halum ao Senado.

Comentários pelo Facebook: