Hemocentro de Araguaína com estoque crítico de sangue na temporada de praia

Agnaldo Araujo -

Márcia Costa // AF Notícias

Com as férias e a temporada de praia no mês de julho, o estoque de bolsas de sangue no Hemocentro de Araguaína tradicionalmente sofre queda. Nesse período os doadores desaparecem e o estoque fica comprometido.

Além da necessidade de rotina, a demanda por sangue aumenta nesse mês de férias já que o número de acidentes costuma aumentar nas rodovias federais e estaduais. “O estoque tem variação nesse mês, pois grande parte da cidade viaja. Em Araguaína a população sai e esquece de vir ao Hemocentro”, disse Juliano Ferreira, Gerente Técnico do Hemocentro Regional.

A situação do Hemocentro é tão crítica que havia no estoque, nesta quarta-feira (4), apenas três bolsas do tipo sanguíneo O Negativo, a maior demanda. O sangue do tipo A positivo, apesar de ser um dos mais frequentes na população, também está com estoque em baixa.

O Gerente Técnico do Hemocentro pediu a colaboração de quem já é doador e também de pessoas que nunca praticaram esse gesto de solidariedade e amor ao próximo. Uma doação pode salvar até três pessoas.

Condições para ser um doador

Segundo o Ministério da Saúde, para doar sangue é preciso estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 60 quilos, não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Quem não pode doar

Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas, usuários de drogas, aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

O Hemocentro de Araguaína funciona de segunda a sexta, das 7h às 18h30, e aos sábado das 7h às 12h30, o funcionamento segue normal mesmo nos dias dos jogos da seleção brasileira na Copa. O Hemocentro está localizado na rua 13 de Maio no Centro. Contato: (63) 3411-2915.

Comentários pelo Facebook: