Seet
Sobral – 300×100

Homem é preso com 29 pedras de crack em Colinas do Tocantins

Redação AF -
As prisões ocorreram em Colinas do Toantins

Cinco pessoas foram presas pela Polícia Civil de Colinas do Tocantins na tarde da última sexta-feira (11). As prisões ocorreram durante diligências dos policiais com o objetivo de coibir os crimes de tráfico de drogas e roubos no município.

A operação resultou na prisão de Alcides Pinheiro Silva, 49 anos, Vaneide da Silva Lima, 39 anos, Maria De Jesus Da Silva, Wellington Bento da Luz Pio, 18 anos e Marinalva Bento da Luz, 35 anos.

As primeiras pessoas presas, no local conhecido como Beco da Feira, foram Alcides, por tráfico de drogas e Vaneide, também  por tráfico de drogas, mais também por receptação de perfumes importados, provenientes de furto. Com Alcides foram encontradas 29 pedras de crack de vários tamanhos.

Segundo a PC, Vaneide era a intermediadora entre os usuários de drogas e o traficante Alcides. Após verificar a quantidade de drogas que o usuário desejava adquirir, ela o acionava via telefone e este se dirigia ao local com a substância ilícita.

No mesmo local foi presa Maria de Jesus, pelo crime de receptação. Com ela, foram apreendidos diversos objetos provenientes de furtos ocorridos no município de Bernando Sayão.

Logo depois, os policiais civis se deslocaram até o setor Rodoviário. No local, foram presos Wellington Bento da Luz Pio, vulgo “Cueca”, por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, e sua tia Marinalva Bento da Luz, por tráfico de drogas, agravado pelo fato de estar traficando nas proximidades do Colégio Municipal Eurípedes Barsanulfo e posse irregular de munição de uso restrito.

Após os procedimentos cabíveis, Alcides Pinheiro Silva foi recolhido à cadeia pública local, Vaneide da Silva Lima e Marinalva Bento da Luz foram encaminhadas para a cadeia feminina de Pedro Afonso, ficando todos a disposição da Justiça. Já Maria de Jesus da Silva e Wellington Bento da Luz Pio pagaram a fiança e vão responder em liberdade pelos crimes praticados.

Comentários pelo Facebook: