Sobral – 300×100
Seet

Homenagens e comoção marcam enterro de policial militar que morreu tentando impedir assalto em Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: AF Notícias
Amigos e familiares prestam as últimas homenagens ao sargento Jandres.

Márcia Costa//AF Notícias

O velório do sargento da Polícia Militar Jandres Alves Bezerra, de 43 anos, reuniu centenas de pessoas entre militares, agentes de segurança, familiares, amigos e sociedade em geral. Ele foi morto em troca de tiros com bandidos durante assalto a um estabelecimento comercial, no centro de Araguaína, na tarde da última sexta-feira (12).

Todos lamentaram profundamente a perda do militar. “A sensação de perda é terrível e o sentimento é querer que a justiça seja feita. O sargento era um homem honesto, trabalhador e morreu com a cabeça erguida, combatendo a criminalidade. É um momento difícil para nós, amigos de trabalho, e principalmente, para a família. A Polícia Militar está de luto”, disse o amigo de trabalho, tenente Israel.

O comandante do 2º Batalhão de Araguaína, Tenente Coronel Miranda, destacou as qualidades do militar enquanto pai, amigo e profissional. “Primeiro porque perder um companheiro de serviço é muito ruim e perder um excepcional profissional, um excepcional pai de família, é pior ainda para nós. Todos nós, da família Polícia Militar, da Segurança Pública de forma geral, estamos muitos tristes com a perda do sargento. Não é só a instituição Polícia Militar que está perdendo. É o Estado e a sociedade que perdem um excelente profissional e um grande defensor”, lamentou.

Foto: Polícia Militar
Centenas de pessoas compareceram ao velório e sepultamento

Tenente Wellington, que é irmão do sargento Jandres, ressaltou que ser um policial militar não é apenas ter um salário ou cumprir sua carga horária, mas se “doar por inteiro e arriscar a própria vida para proteger a sociedade e combater a criminalidade”.

O presidente da Subseção de Araguaína da Ordem dos Advogados do Brasil, José Quezado, destacou a bravura e heroísmo do militar. “Um herói que perdeu a vida em razão do seu ofício“, afirmou.

O Comandante Geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Glauber de Oliveira Santos, também esteve no sepultamento e prestou suas últimas homenagens.

O sepultamento ocorreu no final da tarde deste sábado (13) no Cemitério São Lázaro, em Araguaína. O cortejo contou com um ato de homenagem das polícias civil, militar e do Corpo de Bombeiros.

Foto: Polícia Militar
Bandeira do Brasil sobre o caixão.
Foto: Polícia Militar
Sargento recebeu homenagens militares.

Comentários pelo Facebook: