Homens são presos com quatro espingardas após ameaça a funcionários de fazenda

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação/SSP
Espingardas apreendidas com os suspeitos

A Polícia Civil prendeu Valdemar Alves da Silva e Ananias Almeida Silva pela prática dos crimes de porte e posse ilegal de arma de fogo, em Araguatins, nesta quinta-feira (28). Também foram apreendidas quatro espingardas de diferentes calibres que estavam com os dois.

A operação ‘Paz no Campo’ foi comandada pelo delegado Eduardo Nunes. Os policiais ainda identificaram outros três suspeitos pela prática de possíveis crimes. Eles foram interrogados.

ENTENDA

Nesta quinta, funcionários da fazenda Água Amarela, que fica localizada às margens da rodovia BR-230, no município de Araguatins, registraram um Boletim de Ocorrência noticiando a prática de crime de constrangimento ilegal e de porte de arma de fogo praticados por alguns integrantes do acampamento Nova Esperança.

Segundo o delegado de polícia Eduardo Nunes, através do registro da ocorrência, a Polícia Civil tomou conhecimento formal de que vários assentados possuem armas de fogo na localidade, algumas até escondidas na mata. Elas seriam utilizadas para a prática de ameaças e constrangimentos e impedir o regular exercício da atividade desempenhada na fazenda Água Amarela.

De posse das informações recebidas, o delegado coordenou uma equipe de policiais civis para realização da operação no sentido de encontrar as armas e seus donos. Após serem identificados, todos os envolvidos no caso que deu origem ao Boletim de Ocorrência registrado pelos funcionários da fazenda confessaram o crime.

Duas armas de fogo estavam escondidas no matagal e outras duas nas barracas dos suspeitos presos. Valdemar e Ananias foram conduzidos à central de flagrantes de Araguatins para os procedimentos cabíveis. Após, eles foram recolhidos à carceragem da Cadeia Pública de Araguatins.

Comentários pelo Facebook: