Seet
Sobral – 300×100

Idoso de 61 anos é preso suspeito de participar de estupro de garota de 13 anos

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
O caso ocorreu no dia 15 de maio em Chapada de Natividade

Jânio Nei dos Santos, 33 anos e Adolfo Teixeira Bastos, de 61 anos de idade, foram presos acusados de estuprar uma adolescente de 13 anos de idade, portadora de necessidades especiais, no dia 15 de maio, na residência de Jânio, em Chapada de Natividade (TO). A prisão dos suspeitos ocorreu na tarde da última quarta-feira (02/06).

Conforme o delegado Ibanez Ayres da Silva Neto, Jânio não agiu sozinho. Dois adolescentes teriam ajudado ele na ação, um de 15 e outro de 17 anos de idade.

De acordo com as investigações conduzidas pela 8ª Delegacia Regional de Dianópolis, no dia dos fatos, a adolescente passava em frente a um colégio, quando Jânio e os dois menores de idade, a convidaram para entrar na residência, que fica ao lado da escola. Sem suspeitar que pudesse estar caindo em uma cilada, a vítima entrou no imóvel e, em seguida, teve os braços amarrados, sendo que os autores trancaram a porta e, mediante ameaças e agressões, começaram a abusar sexualmente da garota.

Após algumas horas, a vítima foi liberada pelos agressores e pôde retornar para sua casa. No dia seguinte, um dos menores de idade apareceu na casa da vítima e trouxe uma pílula do dia seguinte para que a adolescente tomasse. Nesse momento, a mãe da menina interveio e questionou a filha, que acabou confessando que havia sido estuprada.

De imediato, a mãe e filha foram até à Delegacia de Chapada de Natividade, onde informaram os fatos aos policiais civis. Com base nos relatos da mãe e de sua filha, os agentes iniciaram as investigações e conseguiram determinar a autoria dos crimes. Durante as investigações, a equipe da 8ª DRPC apurou, também, que Adolfo Teixeira Bastos, o qual era amigo da família da vítima, praticava atos libidinosos com a garota, quando a mesma ia para sua casa e, para garantir a impunidade de seus atos, o homem oferecia presentes a adolescente.

Diante disso, o delegado representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão preventiva de Jânio e Adolfo, as quais foram imediatamente, deferidas pelo juízo da Comarca de Natividade, sendo cumpridas, na última quarta-feira. Jânio e Adolfo foram autuados pelo crime de estupro de vulnerável, sendo que o primeiro também responderá criminalmente por cárcere privado e corrupção de menores. Após as providências cabíveis, os dois homens foram encaminhados à Cadeia Pública de Natividade, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Comentários pelo Facebook: