Seet
Sobral – 300×100

Igreja desenvolve projeto em escolas que alerta jovens sobre o perigo das drogas

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
O projeto é desenvolvido nas escolas

Márcia Costa//AF Notícias

A Igreja do Evangelho Quadrangular está colocando em prática em Araguaína e em outras cidades do Tocantins o projeto “Seja Vivo, Jesus Liberta das Drogas”. A proposta acontece através da realização de palestras dentro das escolas. O objetivo é conscientizar adolescentes e jovens sobre os riscos e malefícios que as drogas podem causar na vida de uma pessoa.

O trabalho é feito com professores e a direção das escolas advertindo sobre a necessidade do combate às drogas e a importância da continuação do desenvolvimento do projeto. A Igreja Quadrangular também tem dado suporte para as famílias, mostrando as ferramentas para lidar com o problema de forma saudável e proativa.

Segundo o pastor Sérgio Garcia, superintendente da igreja em Araguaína, o idealizador da campanha é o supervisor estadual Bispo Guaracy Silveira. Atualmente o Estado conta com mais de 200 igrejas e todas elas estão executando o projeto.

Os encontros visam reduzir as consequências sociais que afetam a saúde, a família e a comunidade. Durante o bate-papo com os estudantes também são abordados assuntos como a prevenção do uso de álcool e histórias reais de pessoas que perderam tudo na vida, inclusive algumas que tiveram a saúde prejudicada por causa de apenas um cigarro.

Por meio da informação e orientação, que na maioria das vezes não vêm do ciclo familiar, os estudantes estão tirando dúvidas e conhecendo a realidade de quem já esteve no mundo obscuro do vício. Durante o projeto, os participantes recebem uma cartilha informativa sobre os tipos de drogas existentes e seu poder de destruição.

“Esse trabalho tem sido de grande relevância. A escola tem o papel de prevenir. Temos essa parceria com a igreja para melhorar nossos futuros cidadãos. O projeto tem contribuído apresentando testemunhos reais e os materiais dados para a escola vão ajudar os professores a estar sempre orientando e informando”, ressaltou Francisca Ivete, diretora da Escola Norte Goiano em Araguaína.

Foto: Divulgação
Jovem com a cartilha do projeto

Comentários pelo Facebook: