Sobral – 300×100
Seet

Governo diz ter pago dívidas do transporte escolar, mas Prefeitura de Araguaína não recebeu

Mara Santos - |
Foto: Divulgação
Servidora trabalha na educação do Município há 20 anos.

Da Redação // AF Notícias

Após desentendimentos na discussão do reajuste do valor/aluno atendido pelo serviço de transporte escolar, ofertado através uma parceria entre Estado e Municípios, e a ameaça de suspensão do transporte de estudantes da Rede Estadual de Ensino que residem na zona rural dos municípios, o governador Marcelo Miranda assinou, na última terça-feira (01/03), um Termo de Entendimento, para atualizar os repasses em atraso e alinhar o reajuste do valor repassado aos municípios.

A informação de que foram quitados todos os débitos referentes ao transporte escolar junto aos municípios foi contestada pela Prefeitura de Araguaína. Através de nota, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou da existência de uma dívida de R$ 118.450,00 referente a dezembro de 2015. Mesmo com o débito, o município afirmou que continua ofertando o transporte aos estudantes da rede estadual que moram na zona rural.

Além disso, a Prefeitura de Araguaína ingressou com ação na justiça cobrando R$ 1,2 milhão do Estado referente aos atrasos e defasagem entre o valor que o Município gasta no transporte e o repasse efetuado pelo Governo.

Zona Urbana

Após manifestações de pais e alunos da Rede Pública Estadual de Ensino em Araguaína, que cobravam o restabelecimento do transporte escolar de estudantes, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou que o transporte já foi normalizado para os moradores do setor Costa Esmeralda e que ainda nesta semana deve voltar a atender também aos estudantes dos setores Vila Azul e Nova Araguaína.

A pasta informou ainda que deu início à transferência dos estudantes para escolas mais próximas de seus endereços, medida que não agradou a todos, já que é longa a distância entre os bairros e as escolas.

Comentários pelo Facebook: