Sobral – 300×100
Seet

Irajá critica Marcelo Miranda e questiona: ‘Só agora resolveu tirar o traseiro da cadeira?’

Agnaldo Araujo - |
Foto: Diuvlgação
O deputado Irajá Abreu fez duras críticas ao governador Marcelo Miranda

Da Redação//AF Notícias

O deputado federal Irajá Abreu (PSD) fez duras críticas ao governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), na Tribuna da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (28). O parlamentar falou sobre o empréstimo de R$ 600 milhões pleiteado pelo Executivo e que está em discussão na Assembleia Legislativa. Irajá questionou se o Governo não estaria utilizando a proposta para fazer campanha eleitoral no próximo ano.

“Qual o plano de fundo, já no terceiro ano de governo do senhor Marcelo Miranda, para propor aos 35 minutos do segundo tempo que esses financiamentos sejam aprovados? Porque só agora o Governo resolveu tirar o traseiro da cadeira e agir como um governador deve fazer a frente da gestão de um Estado?”, questionou.

O deputado citou ainda estratégias recorrentes nos últimos governos para reforçar o seu posicionamento. “Ele estará repetindo o que aconteceu em 2013 e 2014?”, indagou fazendo referência ao dinheiro que foi utilizado para “lama asfáltica” em diversas cidades do Estado, meses antes da campanha do então governador Sandoval Cardoso.

O parlamentar questionou também qual a garantia que o Executivo dará de que esses empréstimos serão efetivamente utilizados para as obras previstas. “Qual é a caixa preta que está por trás desses empréstimos. Porque o Governo não divulga os prazos, a carência os juros desses empréstimos?”, questionou novamente.

Ainda em seu discurso, Irajá deixou claro que, ao longo dos seus 28 anos, o Estado conseguiu se desenvolver com apoio de empréstimos de diversas instituições financeiras internacionais. De acordo com ele, esses investimentos  foram fundamentais para que muitas obras do Tocantins se tornassem realidade. “Todo e qualquer financiamento se for realizado de forma responsável e transparente é bem vindo ao Estado, pois gera empregos e oportunidades. A questão não é quanto ao mérito do financiamento, todos nós queremos que o Tocantins receba recursos. A questão é o método” destacou.

Entenda

Em novembro de 2016, o Governo do Estado foi comunicado pelo Governo Federal da disponibilidade monetária de até R$ 600 milhões para empréstimos, sendo de R$ 453.240.000 junto à Caixa Econômica Federal e de R$ 146.760.000 por meio do Banco do Brasil.

Ainda no ano passado, o pedido de empréstimo foi enviado à Assembleia para análise dos deputados. No entanto, o projeto está parado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Casa, que é presidida pelo deputado estadual Olyntho Neto (PSDB).

Nos últimos dias a briga em torno do andamento da matéria tem percorrido as diversas esferas políticas estaduais. Uns afirmam que o deputado está segurando a matéria, que poderá beneficiar diversos municípios. Outros afirmam que é necessária uma maior análise, para que não haja desperdício de recursos.

Veja mais…

Ferreirinha rebate críticas de Irajá: ‘Chegou atrasado no jogo! Onde estava boizando?’

Comentários pelo Facebook: