Seet
Sobral – 300×100

Jogador de futebol é preso no Tocantins acusado de estuprar 4 adolescentes

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Ele é acusado de estuprar quatro menores de idade no Pará

O jogador de futebol Jobson foi preso, nesta quinta-feira (23/06), acusado de estuprar quatro adolescentes em Conceição do Araguaia, no Pará. A Polícia Civil efetuou a detenção em cumprimento à prisão preventiva determinada pela Justiça. Uma jovem tem 12 anos, uma tem 13 anos e outras duas têm 14 anos de idade.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, Jobson não ofereceu resistência à detenção, ocorrida em sua chácara na cidade de Couto Magalhães, no oeste do Tocantins. O jogador de 28 anos (que está suspenso do futebol até 2019) também é investigado por ter estuprado uma quinta jovem.

Exames

De acordo com a Polícia Civil, as quatro jovens foram submetidas a exames periciais, cujos resultados apresentaram que nas duas menores de idade, de 12 e 13 anos, houve conjunção carnal (penetração).

As outras duas adolescentes alegaram, em depoimento, que consentiram as relações sexuais. No entanto, afirmaram que estavam sob efeito de bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes colocadas na bebida.

Inquérito policial

O inquérito policial foi instaurado há uma semana após uma das supostas vítimas, uma garota de 13 anos, denunciar que fotos suas em situações pornográficas estavam circulando em grupos de rede social por meio do aplicativo de mensagens por telefone celular WhatsApp.

Segundo relatou a suposta vítima, o jogador teria a aliciado em Conceição do Araguaia para levá-la até sua chácara, junto com outras três adolescentes, e ali as vítimas teriam sido embriagadas e entorpecidas, para então serem abusadas sexualmente.

Ainda, conforme as denúncias, essa prática por parte do jogador teria ocorrido em diversas ocasiões no município.

Fotos tiradas pelo atleta

A jovem relatou que desmaiou durante o evento que teria sido promovido por Jobson. Desacordada, ela teve fotos tiradas por Jobson e amigos do jogador. As imagens, segundo a polícia, foram compartilhadas nos grupos de rede social. Ainda, conforme o delegado, a vítima chegou a telefonar para o jogador, dizendo que iria denunciá-lo, e o acusado teria feito ameaças à garota. Após ouvir o depoimento da adolescente, a equipe da Polícia Civil localizou as outras vítimas.

A reportagem não conseguiu contato com o advogado de Jobson, Rodolfo César.

Suspenso

Jobson está suspenso do futebol profissional até 2019, após punição imposta pela Federação Saudita de Futebol por ter se negado a fazer um exame antidoping, segundo o Al Ittihad. A Fifa deu validade mundial à pena e o jogador assim só voltaria a jogar aos 31 anos. (UOL Esportes).

Comentários pelo Facebook: