Sobral – 300×100
Seet

Jogador pega 400 dias de suspensão no Tocantins por dar tapa na cara de juiz

Redação AF -
Foto: Divulgação
Juiz levou tapa na cara após expulsar zagueiro

O zagueiro do União Peixense, equipe do campeonato amador do estado do Tocantins, foi punido pela Federação Tocantinense de Futebol (FTF) com uma suspensão de 400 dias por ter dado um tapa no rosto do juiz Dagoberto Modesto. As informações são do Globoesporte.

O motivo da agressão foi a expulsão do zagueiro, na partida contra o Embuguaçuano, na final do Campeonato Tocantinense Amador. As duas equipes disputavam o título, no dia 20 de maio, que dava direito à profissionalização e inclusão na segunda divisão de Tocantins. Apesar da derrota por 2 a 1 na partida, o Embuguaçuano foi o campeão somando o placar da partida anterior e ganhou o acesso.

“Fui tirar satisfação, mas o juiz entendeu que eu estava xingando e me expulsou já no final da partida. Apelei e dei o tapa na cara”, disse Itamar, na época, à TV Anhanguera.

O jogador não é profissional, mas é experiente em campeonatos amadores no estado, inclusive já foi campeão com o Caldeirão, também da cidade de Peixe, em 2014.

Já o juiz disse que levou um “choque emocional” com o ocorrido.

O que tinha de ser feito, já foi. Relatei o ocorrido em súmula e fiz um boletim de ocorrência. Eu levei um choque emocional. Agora é esperar no que vai dar. Eu estou tranquilo pois tive controle emocional para aquele momento difícil – afirmou, na época.

Dagoberto Modesto informou que apita jogos no amador há 10 anos. Na FTF está há 3 anos, e há dois apita jogos do Campeonato Tocantinense da Primeira Divisão.

Comentários pelo Facebook: