Sobral – 300×100
Seet

Juiz dispensa uso de paletós em audiências por causa do calor escaldante em Palmas

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
A decisão vale para o Fórum de Palmas

Márcia Costa//AF Notícias

Por causa do forte calor que chega a 40ºC na capital do Tocantins, os advogados não serão mais obrigados a usar paletós e roupas mais formais nas audiências. A medida foi adotada pelo juiz titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Palmas, Luis Otávio Fraz.

A decisão começou a valer no último dia 15 de agosto e segue até o final do mês de novembro de 2017. O comunicado foi publicado na porta de entrada da 2º Vara Cível. O juiz afirmou que o Tribunal possui normativas de vestimenta, mas o Fórum não é tão climatizado.

“No Tribunal de Justiça existe a determinação normativa de vestes adequadas em audiências, mas nosso Fórum não é tão climatizado. Essa época a pele arde. Quando chega numa audiência, o advogado já entra ‘enfadado’, mesmo a sala sendo climatizada. A decisão só favorece a nosso trabalho. É preciso compreensão já que nosso clima é quente. Temos ar-condicionados nas salas, mas não nos corredores. Por exemplo, eu mesmo tive que comprar e colocar ar-condicionado na sala de recepção, para amenizar o calor. Acredito que precisamos ter essa iniciativa de liberar os advogados dessa obrigação do uso de uma roupa mais pesada e quente”, disse.

A imagem do comunicado também foi postada na página na internet da  2º Vara Cível. Os comentários mostram que a decisão foi aprovada. “Juiz com bom senso, um belo exemplo a ser seguido pelos demais magistrados. O uso de terno para advogados com essas temperaturas escaldantes podem causar inúmeros problemas de saúde, muitos passam mal”, dizia um post.

Já outro internauta foi um pouco irônico ao deixar seu comentário, “Bem vindo a Palmas, onde o batom da advogada derrete na boca! Por um mundo jurídico sem maquiagem!”, escreveu.

Comentários pelo Facebook: