Júri condena homem que matou amigo por causa de cachorro a 13 anos de prisão

Agnaldo Araujo -
Foto: Ilustrativa
O crime ocorreu em 2016

Edmar Lima de Melo foi condenado a 13 anos de prisão por homicídio qualificado pelo Tribunal do Júri da Comarca de Palmas nessa terça-feira (12). O crime, ocorrido em outubro de 2016, teria sido motivado por discussão a respeito de um cachorro.

Consta no processo que Edmar e a vítima, Idvaldo de Carvalho, eram amigos e moravam em um acampamento próximo ao distrito de Buritirana, em Palmas.

A discussão entre os dois por causa do animal começou após eles ingerirem bebidas alcoólicas. Edmar Lima não queria a permanência do animal no local e desferiu uma facada na altura do pescoço de Idvaldo. 

Durante o julgamento, o conselho de sentença entendeu que Edmar matou o homem por motivo fútil e utilizou recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Ao dosar a pena, o juiz que presidiu a audiência, Gil Araújo Côrrea, estabeleceu 13 anos de reclusão ao réu, em regime fechado.

Comentários pelo Facebook: