Justiça condena assaltante que colocou arma na boca de mulher em Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Jovem Lucas Bezerra de Araújo

O jovem Lucas Bezerra de Araújo foi condenado a seis anos e quatro meses de reclusão pelo roubo de uma motocicleta e outros bens em Araguaína, norte do Tocantins.

O suspeito foi preso no dia 14 de março de 2018 após investigações da Polícia Civil. Ele e um menor de idade já teriam realizado vários assaltos na cidade, sempre agindo com extrema violência.

A condenação do suspeito foi proferida pelo juiz de direito Francisco Vieira Filho, da 1ª Vara Criminal de Araguaína, nesta quarta-feira (20). Ele também foi condenado pelo crime de facilitação de corrupção de menor de idade.

O crime específico pelo qual o assaltante foi condenado ocorreu em dezembro de 2017, no setor Vila Azul. O criminoso e um adolescente subtraíram uma motocicleta, dois capacetes, um aparelho celular e documentos pessoais das vítimas.

Conforme a denúncia, um homem e uma mulher estavam em casa com a neta quando foram abordados pelos dois suspeitos.

Eles mantiveram o casal em cômodos separados e exerceram violência e grave ameaça contra as vítimas.

Segundo o que restou apurado em juízo, o homem levou uma coronhada na cabeça com um instrumento contundente e a mulher teve um artefato que parecia ser arma de fogo colocado na boca. A criança que estava com o casal foi xingada de ‘vagabunda’.

Na decisão, o juiz condenou o réu a cumprir a pena em regime fechado. Assim, a pena foi fixada definitivamente em seis anos, quatro meses e 24 dias de reclusão, além do pagamento de 19 dias-multa, na base de 1/30 (um trigésimo) do salário mínimo vigente.

Comentários pelo Facebook: