Lázaro Botelho integra grupo de deputados que investiga endividamento de produtores

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Deputado Lázaro Botelho

O deputado federal Lázaro Botelho (Progressistas) é um dos oito membros da Comissão Externa criada pela Câmara dos Deputados para verificar as causas do endividamento do setor agrícola, o elevado custo dos seus financiamentos, a bitributação previdenciária incidente sobre a folha de pagamento dos funcionários e as condições de importação de alimentos. A Comissão foi criada no dia 29 de janeiro, por meio de um Ato da Presidência, e tem como principal objetivo formular propostas para o enfrentamento da crise vivida pelo setor produtivo nacional.

Para Lázaro, que é ex-presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara (Capadr), é extremamente importante dar visibilidade para este tema, pois muitos avanços têm sido obtidos no setor. Entretanto, conforme destacou, ainda é preciso resolver problemas para fortalecer ainda mais o agronegócio brasileiro.

“O nosso objetivo é realizar um trabalho técnico, detalhado e até mesmo in loco para identificar os principais fatores que fazem com que muitos dos nossos produtores estejam endividados. Como membro da bancada ruralista, sou defensor de medidas que venham a beneficiar o setor. Portanto, esse levantamento que será realizado por nós auxiliará na implementação de políticas de sustentação da renda agrícola”, disse.

O coordenador da Comissão, deputado Jerônimo Goergen (Progessistas/RS), também destacou a importância dessa Comissão. Para ele, um dos pontos que devem ser debatidos é o de refinanciamento de débitos que são realizados para os produtores rurais. “Há dívidas com bancos, empresas privadas e a capacidade de investimento e crédito ficou praticamente inviabilizado. Com o passivo do Funrural, isto fica mais agravado e o resultado é a perda de renda do setor”, afirmou.

Na próxima semana, será levada pela Comissão ao Governo Federal a proposta de criação de um grupo de trabalho formado por Ministério da Agricultura, Ministério do Planejamento, Ministério da Fazenda, Banco do Brasil, Banco Central, OCB, Acebra, CNA, Aprosoja e Abimaq.

A Comissão será formada pelos seguintes parlamentares: Jerônimo Goergen, Lázaro Botelho, Evair de Melo (PV-ES), Dilceu Sperafico (Progressistas-PR), Domingos Sávio (PSDB-MG),  Evandro Roman (PSD-PR), Valdir Colatto (PMDB-SC) e Zé Silva (SD-MG).

Comentários pelo Facebook: