Mãe é presa acusada de torturar a própria filha de apenas três anos em Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Mulher presa acusada de torturar a filha em Araguaína

Uma mulher foi presa suspeita de ajudar a torturar a própria filha, de apenas 3 anos de idade, em Araguaína. A prisão foi realizada na manhã dessa terça-feira (13), através da Delegacia da Criança e Adolescente (Deca).

De acordo com o delegado regional Bruno Boaventura, o crime foi denunciado pelo pai da criança à Deca no dia 05 de março de 2018. O inquérito policial foi instaurado para investigar o caso e a delegada Cinthia Miura representou pela prisão preventiva de um homem de iniciais K.R.G., apontado pela Polícia Civil como co-autor da tortura e padrasto da menina. A ordem judicial foi deferida e cumprida no dia 07 de março de 2018.

O inquérito policial foi concluído nesta terça-feira (13) e teve como resultado o indiciamento da mãe e do padrasto da criança, o qual já se encontra detido na Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA) pelos crimes de tortura, abandono intelectual e obstrução ao Conselho Tutelar.

Após ser detida, a mãe da menina, identificada apenas como A.S.S., foi recolhida à carceragem da Unidade Prisional Feminina de Babaçulândia, onde permanecerá à disposição da justiça.

O AF Notícias obteve a informação de que a criança ficará sob os cuidados da Casa de Acolhimento Ana Caroline Tenório até decisão judicial final. Ela ainda passa por exames físicos no Hospital Municipal de Araguaína e está em situação estável.

Atualizada às 12h30.

Comentários pelo Facebook: