Sobral – 300×100
Seet

Maiara e Maraisa relembram infância no Tocantins e falam de influências no sertanejo

Agnaldo Araujo - | - 625 views
Foto: Deivid Correia/Globo
Michel Teló encontra as duplas Maiara & Maraisa e Henrique & Juliano com a Kombi Bem Sertaneja

No episódio de estreia da nova temporada do Bem Sertanejo, Michel Teló estaciona na praia da Graciosa, em Palmas, capital do Tocantins, onde cantou o seu primeiro grande sucesso “Ai, Se Eu Te Pego”. E é na capital mais jovem do país que ele conversa com a dupla Maiara & Maraisa, gêmeas que nasceram em São José dos Quatro Marcos, no Mato Grosso, e se mudaram para a Araguaína, segunda maior cidade do Tocantins, aos oito anos de idade.

Maiara e Maraisa trouxeram na bagagem o amor pelo sertanejo e aos 14 anos lançaram o primeiro CD das geminis, dupla bem conhecida pelos araguainenses.

Hoje, as cantoras garantem que já percorreram quase todas as cidades do Estado. Elas fazem mais de 20 shows por mês e, em todos, levam um convidado especial. Da praia da Graciosa, Michel Teló segue com as duas irmãs para uma fazenda em Porto Nacional, também no Tocantins, para encontrar a dupla Henrique & Juliano, que emplacou a composição de maior sucesso de Maraisa, “Cuida Bem Dela”.

Os dois irmãos, que nasceram em Palmeirópolis, no sul do Tocantins, foram criados num ambiente bem sertanejo e contam que a relação com a música começou cedo, apesar de a dupla só ter se firmado na adolescência. Começaram a cantar por influência do pai, mas depois, Henrique garante, outros sertanejos, como João Paulo e Daniel e Rick, ex-dupla de Renner, também intensificaram a paixão da dupla pela música sertaneja.

O também tocantinense Rick é um dos mais prestigiados músicos do universo sertanejo e já emplacou ritmos inspirados em elementos da cultura do Tocantins como o sucesso” Ela é demais”.

Maiara e Maraisa falaram ainda da influência de outros sertanejos como a dupla Cristian e Ralf, a experiência como compositoras e do longo percurso até o sucesso.

Assista a reportagem do Fantástico aqui.

Comentários pelo Facebook: