Sobral – 300×100
Seet

Mais de 16 mil animais são vacinados contra raiva no dia D em Araguaína

Redação AF -
Foto: Marcos Filho
A meta era vacinar 13 mil apenas na zona urbana

Um total de 16.284 animais (cães e gatos) foram vacinados contra a raiva no último sábado (27/02), no Dia D da vacinação antirrábica em Araguaína (TO). Agora a prefeitura está se preparando para imunizar os animais na zona rural, que são em torno de cinco mil.

De acordo com a médica veterinária Luciana Coelho Gomes, do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em alguns postos de vacinação ocorreu grande demanda de animais. “Esperávamos vacinar uma média de 13 mil animais e o número foi mais de 16 mil. Já entramos em contato com o Estado que vai repassar ainda esta semana mais uma remessa de vacinas”, explicou.

A orientação para os donos de animais que não conseguiram vaciná-los é que procurem o CCZ na próxima semana para imunizá-los. “Os que estão nos procurando por telefone, estamos anotando os contatos para que assim que chegar a vacina, retornar e avisá-los”, completou.

Membro da família

Josi de Freitas Vasconcelos levou suas duas gatas para tomarem a vacina contra a raiva. “Elas são tranquilas e sei da importância de vacinar elas”, comentou.

Outra que também levou seu animal de estimação foi Leide Martins Araújo, o pequeno “Waldemar” ou “Demarzinho”, um cachorrinho de apenas quatro meses. “Ele é o nosso filho e temos que cuidar dele”, disse Leide.

Mas também teve a parte dos gatos. Teve gente que levou não apenas um ou dois, mas sete gatos. Este foi o caso de Kátia Régia Nascimento. Ela não se importou com peso ou quantidade e levou todos para se imunizarem: Bolinha, Neguinha, Peteca, Manchinha, Pretinha, Amarelinha e Princesa. “É a saúde deles e também a nossa”, destacou Kátia.

Meta 

A meta da Prefeitura de Araguaína é de imunizar 18.795 mil animais, cães e gatos, entre zona rural e urbana. No sábado, foram disponibilizados 36 postos de vacinação em diferentes pontos da cidade.

Depois da zona urbana, a Prefeitura está preparando para vacinar os animais que ficam na zona rural da cidade. Há mais de 10 anos, Araguaína não registra nenhum caso da doença, nem em humanos nem em animais.

Comentários pelo Facebook: