Seet
Sobral – 300×100

Mais de 20 entidades sindicais do Tocantins ‘peregrinam’ em busca de apoio contra a reforma da previdência

Agnaldo Araujo -
Fotos: Divulgação
As entidades buscaram apoio dos deputados e senadores contra a reforma

Um total de 20 entidades sindicais fizeram uma verdadeira peregrinação em Brasília em visitação aos gabinetes dos oito deputados federais e dos três senadores do Estado. A mobilização foi feita para cobrar dos congressistas do Tocantins um posicionamento contrário à proposta de reforma da previdência – PEC 287 (Proposta de Emenda à Constituição n.º 287). As visitas ocorreram nesta terça e quarta-feira, 28 e 29 de março.

Dentre os líderes de entidades que participaram da mobilização, estavam representantes de categoria do setor público e da iniciativa privada. Conforme a Federação dos Sindicatos de Servidores Públicos do Tocantins, todos os participantes são unânimes em rejeitar a proposta.

Conforme a Fesserto, se aprovada, a proposta “obrigará as pessoas a trabalhar 49 anos para obter aposentadoria integral, criará idade mínima para aposentadoria, igualará o tempo de contribuição de homens e mulheres, reduzirá substancialmente as pensões, além de outros prejuízos aos trabalhadores”.

O presidente da Fesserto e da Força Sindical – TO, Carlos Augusto de Melo Oliveira (Carlão), falou sobre as visitas. “Cada um dos parlamentares do Estado visitado ouviu nossos argumentos e garantiu apoio. Contamos com eles para que essa proposta não avance”, salientou.

Ao todo, os líderes sindicais foram recebidos por cinco deputados federais e pela senadora Kátia Abreu (PMDB). Nos demais gabinetes de deputados e senadores, os sindicalistas foram atendidos por assessores, que receberam a carta conjunta de todas as entidades.

A Fesserto informou que os deputados que receberam a comitiva e garantiram apoio foram César Halum (PRB), Professora Dorinha (DEM), Carlos Gaguim (PTN), Lázaro Botelho (PP), Vicentino Júnior (PR). Assim, não tiveram contato direto com os representantes dos trabalhadores as deputadas Josi Nunes (PMDB), Dulce Miranda (PMDB) e o deputado Irajá Abreu (PSD), além dos senadores Ataídes Oliveira (PSDB) e Vicentinho Alves (PR).

“O importante é que os congressistas tocantinenses garantiram apoio e foram claros ao dizer que, do jeito que a proposta está, ela não terá o voto deles. Nós contamos com eles para enterrar essa PEC”, destacou o diretor-tesoureiro da Fesserto, José Ronaldo dos Santos.

Tanto a Fesserto, quanto as outras entidades, já anunciaram que, em 2018, o congressista tocantinense que votar a favor da PEC terá vida dura na eleição, pois os sindicatos farão uma ampla campanha de conscientização contra esses deputados e senadores para evitar que eles se reelejam.

Entidades que participaram da mobilização

FESSERTO – Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins

SINDIFISCAL – Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual

SINDLEGIS – Sindicato dos Servidores Ativos e Inativos da Assembleia Legislativa do Tocantins

SINDJOR  –  Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Tocantins

SINPOL – Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins

AFA-TO  – Associação dos Funcionários da Agencia de Defesa Agropecuária de estado do TO.

SINDAGRO – Sindicato dos Profissionais da defesa Agropecuária.

AOMETO – Associação dos Oficiais Militares do Estado do Tocantins

SISEPAR – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araguaína

SINFITO– Sindicato dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Estado do Tocantins

SINTRAESCO – Sindicato dos Contadores do Estado do Tocantins.

SITROMET – Sindicato dos Motoristas em Transportes e Passageiros do Tocantins

SINTRAPOSTO – Sindicato dos Emp. Postos Serv. Comb. Der. Pet. do  Tocantins

SINDACE – Sindicato dos Auditores de Controle Externo do Trib. de Contas do Tocantins.

STICCIP – Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil no Tocantins

SIGMEP – Sindicato da Guarda Metropolitana em Palmas – TO.

ASMIR – Associação dos Militares da Reserva, Reformados, da Ativa e seus Pensionistas do TO.

ASSPMETO – Associação dos Sargentos e Subtenentes da Polícia Militar do Tocantins

APRA – Associação dos Praças Militares do Estado do Tocantins

STICPAET – Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Da Construção Pesada e Afins do Tocantins

Comentários pelo Facebook: