Seet
Sobral – 300×100

Desocupação total da Feirinha deve ser concluída em até 60 dias, afirma prefeitura de Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Fotos: Marcos Filho
Os comerciantes foram notificados e devem desocupar os imóveis na Feirinha

Agnaldo Araujo//AF Notícias

Mais de 80 comerciantes da Feirinha foram notificados pela prefeitura de Araguaína para desocuparem os imóveis. São proprietários de açougues, borracharias, salões de corte de cabelo e pequenas mercearias, que têm o prazo de dez dias para apresentar eventual contestação ou manifestação quanto ao valor proposto pela prefeitura a título de indenização.

A ação faz parte do projeto de revitalização e construção da Nova Feirinha. Desde o início da demolição, no dia 27 de junho, o caso tem gerado algumas polêmica. A Defensoria Pública chegou a ingressar com uma ação na Justiça para barrar provisoriamente a demolição.

A demolição foi suspensa e um acordo firmado para que os comerciantes e moradores sejam notificados com antecedência, ou seja, antes da demolição das casas e comércios. E, no dia 07 de julho, ocupantes comerciais, não-comerciais ou locatários de espaços foram notificados presencialmente em uma ação conjunta de várias entidades, como Prefeitura, Defesa Civil e Polícia Militar.

Os comerciantes podem optar pela indenização ou trabalhar provisoriamente no Galpão Verde, até que a construção da Nova Feirinha seja concluída. No galpão, os que comprovarem com documentos a posse do antigo imóvel, não terão custos com locação e taxas municipais.  Os que têm comércio no local, mas são apenas locatários dos espaços, também terão o direito de se transferirem para o ponto temporário, mas terão de pagar valor de locação proporcional ao que pagam atualmente.

Veja mais

Demolição da Feirinha vai continuar de forma gradativa para amenizar impactos

Comentários pelo Facebook: