‘Mandato tem que ganhar no voto’, diz vereador Wagner Enoque após vitória no TRE

Agnaldo Araujo - - 716 views
Foto: Divulgação
Vereador Wagner Enoque

Por 7 votos a 0, o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) rejeitou a ação para decretar a perda do mandato do vereador de Araguaína Wagner Enoque (PSB) por suposta ‘infidelidade partidária’. O pedido foi feito pelo do suplente Alcides Guimarães (PRB).

O julgamento ocorreu nessa segunda-feira (30). Por unanimidades, os juízes e desembargadores seguiram o voto do relator, juiz Agenor Alexandre. 

Wagner Enoque comemorou o resultado. “Agradeço a Deus por mais uma vitória. Estou aqui pelo voto popular e trabalho realizado em prol da população. Não seria justo eu sair dessa forma. Quem quer mandato tem que ganhar no voto”, afirmou.

Alcides e Wagner concorreram às eleições municipais de 2016 pelo mesmo partido, o PRB, presidido pelo deputado federal César Halum.

Durante a recente eleição suplementar ao Governo do Tocantins, Wagner Enoque deixou o PRB e filiou-se ao PSB, de Carlos Amastha, em virtude de animosidades partidárias. Já Alcides ficou no grupo que se aliou a Mauro Carlesse (PHS), eleito governador.

Na ação, Alcides alegou que a desfiliação ocorreu sem justa causa e sem anuência do partido. Já Wagner Enoque apresentou uma declaração do Diretório Nacional do PRB permitindo a sua desfiliação.

Com base nesses argumentos, a Procuradoria Regional Eleitoral também se manifestou pela improcedência do pedido de cassação.

Veja mais…

Suplente quer tomar vaga do vereador Wagner Enoque na Câmara de Araguaína

MPE dá parecer contrário à ação de suplente contra vereador Wagner Enoque

Comentários pelo Facebook: