Sobral – 300×100
Seet

Manicure internada com doença rara no HRA sofre devido à falta de medicamentos

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Situação das mãos da jovem

Márcia Costa/AF Notícias

A manicure Jane Bárbara de Jesus, de 27 anos, está internada há 53 dias no Hospital Regional de Araguaína diagnosticada com a doença rara chamada Lupus Eritematoso Bolhoso, enfermidade que não tem cura, apenas tratamento à base de medicamentos. A doença deixou a jovem com grandes bolhas por todo o corpo e a pele fica na ‘carne viva’ quando elas estouram.

Além de muitas dores, a manicure não consegue andar, ou sequer mover o próprio corpo e fica deitada numa maca no hospital. Familiares e parentes pedem ajuda para auxiliar no tratamento da jovem. Jane possui uma casa no Residencial Lago Azul IV e têm três filhos para criar.

Eronildes Miranda, tia de Jane, contou que a manicure sentiu os primeiros sintomas em junho deste ano. A jovem procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas foi apenas medicada e liberada. E no dia 14 de setembro, depois de vários desmaios, a jovem foi internada. Familiares procuraram a Maternidade Dom Orione em busca de um diagnóstico.

“Os familiares tentaram interná-la na Maternidade Dom Orione, mas disseram que só atenderia ela se depositassem R$ 10 mil na conta do hospital. A UPA chegou a fazer o pedido de transferência para o Regional, mas como não havia um diagnóstico foi recusado. Ela só foi pra lá depois de muita luta. Hoje ela está respirando por um balão de oxigênio e tem feridas por todo o corpo”, disse Eronildes Miranda.

Jane foi diagnóstica com a doença rara somente depois de 15 dias internada. O tratamento da jovem se torna ainda mais difícil pela falta de especialista no hospital. Segundo Eronildes, um médico reumatologista, proprietário de uma clínica particular, está auxiliando os médicos do hospital de forma voluntária na indicação e aplicação dos medicamentos.

A tia de Jane também afirmou que sua sobrinha adquiriu uma bactéria dentro do hospital que a deixou ainda mais vulnerável à doença. Ela acrescentou que no hospital faltam produtos básicos e medicamentos, e que a família é obrigada a comprar, como rifocina, neomicina, fraudas, esparadrapo, entre outros. Por causa disso, Jane necessita de ajuda financeira.

Os remédios são muito fortes. Minha amiga está com feridas na carne viva. Ela é medicada com rifocina e pomada de neomicina para aguentar as dores. Aqui dentro não têm fraldas, nem algodão, esparadrapo e faltam até lençóis. É preciso trazer de casa ou comprar, mas nós não temos essas condições. Por isso precisamos de ajuda”, contou a tia de Jane.

DOE PARA JANE

A jovem é moradora do Lago Azul IV e trabalhava como manicure em sua própria casa para sustentar seus filhos, um de 7 anos, outro de 4 anos e o último de apenas 1 ano. Com a internação, os filhos de Jane estão na casa de familiares.

Jane precisa de fraldas descartáveis, algodão e outros produtos. Sem condições de trabalhar, ela também precisará de produtos alimentícios ao retornar para casa.

Quem tiver interesse em ajudar pode entrar em contato pelos telefones (63) 99248-2006/ 99280-1221.

OUTRO LADO

Em nota, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesau) informou que o quadro de saúde de Jane Bárbara é estável. Em relação aos questionamentos sobre a falta de materiais e também de médico especialista para atender a jovem, a Sesau disse que aguarda a posição da área técnica para os demais questionamentos.

Comentários pelo Facebook: