Marcus Marcelo quer tradutor de Libras nas repartições públicas em Araguaína

Agnaldo Araujo -
Foto: Fernando Almeida
Vereador Marcus Marcelo

O presidente da Câmara de Araguaína, vereador Marcus Marcelo (PR), encaminhou para as comissões da Casa o Projeto de Lei nº 007/18, que acrescenta o parágrafo único nos artigos 1° e 2° da Lei n° 2.766/2011. A norma dispõe sobre a oficialização do ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) no âmbito do Município de Araguaína.

De acordo o projeto, a principal alteração ocorre no artigo 2º com a inclusão do parágrafo único, tornando obrigatória a existência de pelo menos um servidor nas repartições públicas municipais que esteja apto a comunicar-se por meio da Libras.

Para Marcus Marcelo, a presença de um servidor com esse perfil é de grande importância, pois possibilita a comunicação com os deficientes auditivos e outros que utilizam a Libras.

“Observo a dificuldade que passa as pessoas com deficiência auditiva e vejo a necessidade de termos um profissional com essa competência nas repartições públicas do município para melhorar o atendimento, pois sem comunicação não há como haver entendimento”, disse Marcus.

O parlamentar ainda ressaltou que como vereador e presidente do Legislativo Municipal vêm fazendo o seu dever de casa, uma vez que abriu vaga para um tradutor de Libras quando realizou o concurso público da Câmara.

Hoje esse profissional trabalha traduzindo as sessões. A Câmara Municipal de Araguaína talvez seja a única do Estado que possui esse profissional concursado atuando.

Comentários pelo Facebook: