Sobral – 300×100
Seet

Médicos serão investigados após bebê ter braço e clavícula quebrados durante o parto em hospital público

Redação - | - 565 views
Foto: Reprodução
Raio x que mostra a fratura no braço do bebê

Em nota ao AF Notícias, a Secretaria de Estado da Saúde (Ses-TO) informou hoje que toda a equipe médica que esteve no nascimento de um bebê que teve o braço e a clavícula quebrados durante o parto será investigada. Conforme o órgão, o fato será apurado por meio de sindicância que tem a tramitação de 30 dias.

Pedro Miguel nasceu de parto normal na segunda-feira (23) com 4,6 kg no Hospital e Maternidade Dona Regina, em Palmas. Indignados, os pais culpam o tipo de parto pelo ocorrido, já que não havia consenso entre a equipe sobre isso.

“Quando fizeram o ultrassom no Dona Regina, deu 2,6 kg. Aí a médica viu e disse que dava parto normal. Uma das médicas falou: ‘não, esse menino está muito grande’. Mas mesmo assim, ela fez parto normal. Ele nasceu com 4.610 kg”, disse o pai do bebê, Everton Pereira Rocha.

Além do bebê, a mãe também sofreu com o parto. “Sangrou bastante, ficou muito fraca. Ela não está andando, está na cadeira de rodas porque as pernas dela doem muito e as partes dela foram muito machucadas”, disse a avó do menino, Maria Tereza Rocha.

Com informações do G1 Tocantins

Comentários pelo Facebook: