Menina de 12 anos vende docinhos para realizar sonho de ser bailarina profissional

Agnaldo Araujo - | - 673 views
A pequena Duda sonha em se tornar uma bailarina profissional. Foto: Divulgação

Nielcem Fernandes //AF Notícias

A pequena Eduarda de Oliveira Marto, de 12 anos, dança na companhia do Balé Popular de Porto Nacional e sonha em ser bailarina profissional, por isso se dedica à arte desde os quatro anos.

Duda, como é carinhosamente chamada pela família e amigos, foi aprovada este ano para dois cursos intensivos em escolas de dança de Nova Iorque. Ela sonha alto, mas a família não tem condições de custear a viagem, estadia e as mensalidades.

TRAJETÓRIA

Em 2016, Eduarda começou a vender docinhos na Universidade Federal do Tocantins e na Prefeitura de Porto Nacional, para conseguir pagar um dos melhores cursos de férias de São Paulo, o “Mostra Dança 2017”, com professores de renome internacional.

Após a conclusão desse curso, a bailarina fez processo seletivo para integrar o Balé Popular do Tocantins e foi aprovada. “O ano de 2016 foi decisivo para melhorar minha técnica e buscar o meu sonho de ser uma bailarina profissional”, declarou.

A partir daí, Eduarda passou a ter aulas três vezes na semana na companhia de Balé do Estado e, aos sábados, no Evidence Ballet.

Nas férias de julho, a menina continuou a se dedicar com muita disciplina e participou do curso intensivo no Stúdio Innovare, com uma renomada professora do Conservatório Brasileiro de Dança.

Em novembro de 2017, ela foi aprovada para um curso intensivo na Academia Americana de Ballet, em Nova Iorque.

“Esse período que antecedeu a audição (processo seletivo) foi de muito nervosismo e intensa dedicação nas aulas e em casa, o que me rendeu também um convite para fazer parte do espetáculo de fim de ano do Estúdio Innovare e uma bolsa para 2018 nessa instituição. O ano de 2017 foi de muito esforço e conquistas e sou muito grata a Deus por isso”, lembrou.

Neste ano, já como bolsista, Eduarda fez o curso ‘Mostra Dança 2018’ e novamente foi aprovada em audição internacional para o Joffrey Ballet School de Nova Iorque.

“Apesar de ter uma rotina intensa com idas e vindas entre Porto Nacional e Palmas, sempre fui uma aluna comprometida com os estudos. Já recebi premiações (Madre Anastasie de Excelência Acadêmica) por estar entre os melhores alunos do Colégio Sagrado Coração de Jesus, onde estudo. Essa dedicação e disciplina também são trabalhadas durante minhas aulas de ballet e complementam minha aprendizagem na escola”, declarou a pequena Duda.

AS DESPESAS

Vanilcia Clementina de Oliveira, mãe da garota, disse que são necessários R$ 20 mil para custear todas as despesas com a viagem, estadia e pagamento das mensalidades nas escolas americanas. Ao AF Notícias, ela declarou que o momento é de expectativa e ansiedade, pois a família espera contar com o apoio e solidariedade das pessoas.

“Vou acompanhar a minha filha nessa viagem e nesse sonho. Ela ainda não pode viajar sozinha, fico com medo. Estamos na luta, vendendo nossas rifas e agora com essa vaquinha. Toda a família está ansiosa. A Duda, em especial. Estamos correndo atrás para que ela faça ao menos um dos dois cursos. Ela continua treinando com muita dedicação“, declarou.

Doações podem ser feitas em qualquer valor através do site Vakinha.com (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/bailarina-duda-marto).

Comentários pelo Facebook: