Miranda anuncia R$ 340 milhões para recuperar quase 100% das rodovias estaduais

Redação AF - | - 854 views
Foto: Marcio Di Pietro
Já são quase 1.500 km de rodovias restauradas (trecho da TO-476 Dianópolis)

O governador Marcelo Miranda recomendou prioridade na recuperação da malha viária do Tocantins. As frentes de trabalho vão atuar de norte a sul no decorrer deste ano.

Ainda no início da gestão, Marcelo Miranda assinou Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema), do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), desenvolvido em parceria com o Banco Mundial. Segundo o Governo, já são quase 1.500 km de rodovias restauradas. Um investimento de R$ 350 milhões.

Atualmente, só do PDRIS, o Governo disse que tem, em caixa, o montante de R$ 340 milhões para serem executados. “Investir em estradas é investir em vidas. Uma rodovia em condições de trafegabilidade traz desenvolvimento para uma região e consequentemente melhora a qualidade de vida do cidadão. E essa é a nossa prioridade: melhorar o dia a dia de cada tocantinense”, destacou o governador.

A segunda etapa, o Crema 2, está em fase de elaboração de projetos. Serão mais 1.380 km de rodovias estaduais pavimentadas restauradas. Para esta etapa de elaboração de projetos, estão sendo investidos R$ 4,1 milhões.

Segundo o presidente da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), Sérgio Leão, alguns trechos já estão na fase final dos projetos, para, em seguida, iniciar as obras. “O Crema 2 é uma determinação do governador Marcelo Miranda, que pediu para ampliar o programa para outros trechos que não tinham sido contemplados pelo Crema 1. O projeto para a segunda etapa foi aprovado e já está em andamento”, explicou.

Vicinais

Segundo o Governo, as estradas vicinais também estão passando por reparos. São cerca de 5.500 km de rodovias de 72 municípios tocantinenses. Com recursos na ordem de R$ 93 milhões, além da manutenção nos trechos, estão sendo construídas pontes pré-moldadas de concreto de até 30 metros, bueiros celulares e tubulares.

“O homem do campo também precisa chegar às cidades. A nossa produção precisa ser escoada. Então não poderíamos deixar as estradas vicinais de fora do nosso planejamento”, reforçou o governador Marcelo Miranda.

PDRIS

No total, o PDRIS prevê investimentos de US$ 300 milhões em obras de infraestrutura no Tocantins. A intenção é fortalecer a eficácia do transporte rodoviário e maior eficiência dos serviços públicos. O projeto prevê duração de seis anos.

CIDE

Paralelo ao PDRIS, a Ageto também tem disponível R$ 62 milhões para ser executado em rodovias que não são atendidas pelo projeto. Este recurso é específico da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE), popularmente conhecido como o imposto do combustível.

Ao final, com os recursos do PDRIS e da CIDE investidos, praticamente todas as rodovias pavimentadas do Estado estarão restauradas.

Foto: Marcio Vieira
Governo entrega mais de 1.000 km de rodovias novas – TO 130 Novo Acordo e Santa Tereza

Comentários pelo Facebook: