Miranda cria batalhões, companhias e reduz área de atuação do 2º BPM de Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: Frederick Borges
As mudanças foram realizadas por meio de decreto

Através de decreto, o governador Marcelo Miranda (MDB) criou dois batalhões de polícia, três companhias independentes e modificou a estrutura de alguns batalhões, inclusive o de Araguaína, norte do Estado.

Miranda também instituiu na estrutura operacional da Polícia Militar o Comando de Policiamento Especializado (CPE), com sede administrativa em Palmas e circunscrição em todo o Estado do Tocantins, destinado ao exercício de polícia de alto risco e atendimento especializado.

O CPE é composto pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA); Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e Divisas (BPMRED); Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPCHOQUE); Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE); e Batalhão Virtual de Pronto Emprego (BVPE).

Um dos novos batalhões terá sede administrativa na cidade de Arraias (10° BPM), com circunscrição nos municípios de Conceição do Tocantins, Novo Alegre, Paranã, Palmeirópolis, São Salvador do Tocantins e Taipas do Tocantins.

O Batalhão Virtual de Pronto Emprego foi incluído no Comando de Policiamento Especializado.

A 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) terá sede administrativa em Natividade e atuação nos municípios de Chapada da Natividade, Santa Rosa e São Valério da Natividade.

A 8ª CIPM terá sede em Alvorada e abrangerá os municípios de Araguaçu, Jaú do Tocantins, Sandolândia e Talismã.

Por sua vez, a 9ª CIPM vai ter sede administrativa em Xambioá e será responsável pelo policiamento nos municípios de Ananás, Araguanã, Aragominas, Carmolândia, Muricilândia, Piraquê, Riachinho e Santa Fé do Araguaia.

Mudanças nos batalhões

Com a criação da 9ª CIPM, o governador decretou que o 2º Batalhão de Polícia Militar, com sede administrativa em Araguaína, passará a ter circunscrição nos municípios de Babaçulândia, Barra do Ouro, Campos Lindos, Darcinópolis, Goiatins, Filadélfia e Wanderlândia.

No mesmo ato, também estabeleceu que o 4º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Gurupi, passará a ser responsável pelo policiamento nos municípios de Crixás do Tocantins, Aliança do Tocantins, Dueré, Formoso do Araguaia, Cariri do Tocantins, Peixe, Sucupira e Figueirópolis.

E o 5º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Porto Nacional, passará a ter circunscrição nos municípios de Brejinho de Nazaré, Ipueiras, Silvanópolis, Monte do Carmo, Pindorama do Tocantins, Ponte Alta do Tocantins e Mateiros;

Marcelo Miranda também promoveu mudanças nas companhias independentes de Taguatinga, Dianópolis, Tocantinópolis.

Conforme o decreto, cabe ao Comandante Geral da Polícia Militar do Tocantins designar o efetivo e os instrumentos necessários para execução das atividades militares nas Unidades da Polícia Militar (UPM) de que trata o ato do governador.

Comentários pelo Facebook: