Morador denuncia uso de veículo da Câmara em viagens particulares; vereador justifica

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Câmara Municipal de Palmeirante

Márcia Costa//AF Notícias 

Um morador da cidade de Palmeirante, norte do Tocantins, denunciou ao AF Notícias o suposto uso irregular de um veículo da Câmara Municipal e ainda ‘farra’ no uso de combustível com o dinheiro público. Ele preferiu não se identificar com medo de sofrer perseguição.

Segundo o morador, o veículo foi adquirido recentemente pela Câmara e estaria sendo usado para viagens particulares e campanha eleitoral, principalmente pelo vice-presidente da Casa, Raimundo Brandão. O atual presidente da Câmara é o vereador João Silvestre (PT).

“Recentemente, a Câmara Municipal adquiriu um veículo novo Renault Sandero na atual gestão do presidente João Silvestre e ele está cedendo esse carro à torta e a direita para vereadores encherem de pessoas em viagens particulares e fazerem campanha eleitoral”, afirmou o morador.

Conforme a denúncia, o vice-presidente da Câmara pega o veículo “dia após dia” e usa para transportar pessoas do interior, ‘usando para seu benefício um carro que é apenas para viagens oficiais do Poder Legislativo’.

Em decorrência do uso irregular do veículo, o morador relatou que já foram gastos mais de R$ 7 mil somente com gasolina durante dois meses. “Isso mostra o dinheiro do povo indo pelo ralo, isso é um absurdo”, afirmou.

O OUTRO LADO

O vice-presidente da Câmara, Raimundo Brandão, esclareceu que o Município tem muitas demandas e, às vezes, o veículo é destinado a fazer algumas viagens atendendo a população carente. “Realmente o carro é de uso exclusivo da Câmara, mas às vezes atendemos. Estamos diante de uma situação em que a própria prefeitura não atende, por isso, acaba tendo que fazer alguma viagem para a população“.

Quanto ao uso do combustível, o vice-presidente justificou que várias viagens foram feitas pelo presidente, inclusive a Palmas, representando o Legislativo, visando buscar mais conhecimento. “Acredito que o atual presidente vai chegar no final do mandato com uma cota menor de combustível em relação as outras gestões”, disse.

O presidente da Câmara encontra-se afastado em razão de um acidente de trânsito.

Comentários pelo Facebook: