Sobral – 300×100
Seet

Moradores bloqueiam BR-153 para cobrar do governo transporte escolar

Redação AF - |
Foto: Ronaldo Macedo//Araguaína Notícias
Momento em que os moradores pararam a BR-153
Ramila Macedo//Araguaína Notícias

Pais de alunos da rede estadual bloquearam a BR-153 na noite da última segunda-feira (29/02), para chamar a atenção do governo para falta de transporte escolar aos estudantes do Setor Costa Esmeralda em Araguaína (TO).

Com gritos de “queremos nossos direitos” populares atearam fogo em pedaços de madeira e pneus, colocaram ainda pedras para impedir a passagem de veículos. Pais e alunos reclamavam que estão sem transporte escolar desde o início das aulas da rede estadual.

Mais de 1.700 famílias vivem no Residencial Costa Esmeralda, a maioria de baixa renda e depende do serviço.  O setor conta com apenas uma escola municipal que funciona inclusive em três turnos para atender a demanda.

Sem escola para alunos a partir do 6º ano, o jeito é estudar nas unidades mais próximas do centro, distante cerca de 6 a 7 km.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o protesto durou cerca de 2 horas e 20 minutos. Iniciou por volta das 18h20 e se estendeu até às 20h50.

O bloqueio provocou um grande congestionamento nos dois sentidos da pista. A PRF informou ainda que famílias da Vila Azul ameaçaram bloquear a rodovia pelo mesmo motivo: falta de transporte escolar.

Impasse

No dia 12 de fevereiro, a Associação Tocantinense dos Municípios (ATM) recomendou que os municípios suspendessem o transporte escolar de alunos da rede estadual que residem na zona rural.

Para que o transporte continuasse sendo realizado, os prefeitos, em reunião com a Secretaria da Educação (Seduc) propuseram um repasse por aluno de R$ 9,00, mas a Seduc propôs apenas R$ 6,50.

Sem resposta da Seduc

A reportagem procurou a Seduc para saber quais providências serão tomadas em relação ao problema, mas ainda não recebeu resposta.

Comentários pelo Facebook: