Sobral – 300×100
Seet

Moradores vivem de aluguel enquanto 75 casas populares estão de portas fechadas há um ano

Agnaldo Araujo - | - 860 views
Foto: Divulgação
As casas foram entregues hoje às 75 famílias sorteadas

Um total de 75 casas populares estão prontas há mais de um ano em Colinas do Tocantins, mas ainda não foram entregues à população. A denúncia é do vereador Romerito Guimarães (PT), que cobrou do prefeito Adriano Rabelo (PRB) a entrega das unidades habitacionais “o mais rápido possível”.  O conjunto foi financiado pela Caixa Econômica Federal e fica localizado no Setor Santa Maria.

O parlamentar afirmou que as casas ficaram prontas em agosto de 2016, mas não foram entregues por conta do período eleitoral, quando há expressa proibição em lei.

“Já estamos no mês de agosto de 2017 e a atual gestão vem construindo obstáculos para não entregar as casas”, disse Romerito. Para o vereador, a situação é um ‘descaso com os moradores mais necessitados’, pois vários beneficiários moram de aluguel ou de favor na casa de parentes e sonham em possuir a casa própria.

Ainda de acordo com o vereador, os endereços foram sorteados e as famílias já conhecem suas casas. “A atual gestão falou aos futuros moradores para que cuidassem cada um da casa, fazendo limpeza dos quintais e vigiando para que não sofressem vandalismo, porém as chaves nunca foram entregues”, lamentou o vereador Romerito Guimarães.

O OUTRO LADO

A Prefeitura de Colinas disse que realizou uma reunião, no dia 18 de agosto, com as famílias contempladas pelo Programa Habitat e vereadores para esclarecer dúvidas quanto à demora para entrega dos imóveis.

Segundo a prefeitura, o programa é desenvolvido pela Associação Habitat Para a Humanidade, uma organização civil que atua junto a famílias com vulnerabilidade social.

A Prefeitura explicou que a associação Habitat atua no município há vários anos, porém, um percentual das unidades construídas não foram transferidas aos proprietários e estão com o pagamento de IPTU em atraso. Como as dívidas continuam em nome da associação, a prefeitura disse que não pode emitir as certidões negativas de débito, impedindo a entrega dos imóveis.

Foto: Divulgação
Reunião com as famílias beneficiadas e vereadores para explicar o atraso.

Foto: Divulgação
Vereador Romerito Guimarães

Comentários pelo Facebook: