Seet
Sobral – 300×100

Morre vítima de câncer um dos pioneiros de Araguaína no ramo de autoescolas

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Carlos Catuaba tinha 63 anos de idade.

Um dos pioneiros de Araguaína no ramo de autoescolas faleceu por volta das 6 horas da manhã deste domingo (17), vítima de câncer no fígado. Carlos Lima Catuaba era natural de Babaçulândia e tinha 63 anos de idade. A doença havia sido descoberta em fevereiro deste ano.

Carlos Catuaba deixa esposa (Maria Arlete), dois filhos (Ricardo e Mayana), além de muitos amigos e admiradores que conquistou durante a vida.

Com 11 anos, Carlos saiu de Babaçulândia para morar em Belém (PA), depois mudou-se para São Paulo e posteriormente para Araguaína, já nos anos 80, onde passou a trabalhar na antiga Imobiliária Cristal, com seu irmão.

No ano de 1998 entrou na área de educação para o trânsito, com a abertura da Autoescola Soberana. Foi instrutor prático e teórico.

O filho de Carlos Catuaba, Ricardo Marinho, lamentou a perda do pai. “A única certeza que temos na vida é a morte. Mas nunca… nunca estamos preparados para enfrentá-la. Carlos Lima Catuaba, profissional de índole inquestionável, amava dar aulas de trânsito, reconhecidamente por seus pares, elogiado por seu conhecimento e fácil didática com seus alunos. Pai exemplar, esposo afetuoso, companheiro”, disse Ricardo.

O filho se despediu do seu pai com uma música que ele sempre gostava de ouvir:

“Não sei por que você se foi

Quantas saudades eu senti

E de tristezas vou viver

E aquele adeus não pude dar

 

Você marcou na minha vida

Viveu, morreu na minha história

Chego a ter medo do futuro

E da solidão que em minha porta bate…”

Comentários pelo Facebook: