Seet
Sobral – 300×100

Motociclista de Araguaína leva vida sobre duas rodas e realiza sonho dos tempos da juventude

Redação AF -
Foto: Marcos Filho
Atualmente, a cidade conta com um motoclube e três motogrupos, com membros apaixonados por este tipo de veículo, que já soma mais da metade da frota local

Ter a liberdade de viajar e sentir o vento no rosto, conhecer novos lugares e pessoas. Esse é o sonho da maioria das pessoas. E que tal juntar isso tudo com o amor pelas duas rodas? Sim, isso é possível e em Araguaína já tem várias pessoas fazendo dessa paixão um estilo de vida. Como é o caso de Galeno Salomão de Araújo, de 63 anos, o Salomão.

Talvez os mais chegados não o conheçam pelo nome e sim pelo seu codinome de motociclista, “Eremita”, que quer dizer nômade, solitário e livre. Eremita é apaixonado por motos e essa paixão começou ainda jovem.

Como tudo começou

Salomão conta que, aos 19 anos, assim que entrou no Exército, teve a sua primeira moto, na época uma motor dois tempos. “Tinha essa vontade de andar em duas rodas e comecei assim”, disse.

Em 1975, comprou um lambretão. “Era o meu veículo para ir e voltar do trabalho. Era uma forma de juntar a necessidade de me locomover com a minha paixão”, explicou.

E assim passaram-se os anos e os modelos das motos também foram mudando: Xispa, Vespa, 125 da Yamaha, Turuna da Honda, uma 400 cc. Entre as duas, Salomão também andava de carro, mas o sonho de ter uma moto e fazer viagens longas.

E o sonho realizou-se

Depois que se aposentou, Salomão começou a busca para realizar o seu sonho. Em 2012, adquiriu uma moto Shadow. E começou a fazer as suas tão esperadas viagens, com liberdade e alegria de estar em duas rodas. Passou por Brasília (DF), Imperatriz (MA) e Palmas.

Foto: Marcos FilhoNo início procurou fazer parte dos Falcões de Aço, um motoclube formado por membros apaixonados por motos e que são de Araguaína. “Temos o mesmo gosto: motos. Então seria para conversar e trocar informações sobre a nossa paixão”, comentou.

No motoclube, Salomão percebeu que precisava criar mais asas. “Todo Motoclube tem seus regulamentos e como já vinha de uma instituição com normas bastante rígidas, preferi ficar solitário, mas sempre acompanhando todos os eventos do motoclube e também das viagens”, explicou Salomão.

E com a sua decisão, os próprios Falcões deram um nome de batismo para Salomão, “Eremita”. “Vou para qualquer lugar, não tenho compromisso com ninguém, sigo realizando o meu sonho”, disse com um sorriso no rosto.

Eremita já está planejando a sua próxima viagem. No mês de julho ele vai pegar a estrada e passar por Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. “Enquanto tiver condições de andar, vou viajar, vou fazer aquilo que gosto e que amo”, disse com brilho nos olhos.

Dados

Atualmente, Araguaína conta com uma frota de 105.244 veículos; desse número, 31.824 são motocicletas e 19.797 são motonetas; ou seja, os veículos em duas rodas perfazem mais da metade da frota da cidade. (Joselita Matos)

Comentários pelo Facebook: