Seet
Sobral – 300×100

Motorista acusado de dar cachaça para estudantes diz que foi enganado por jovem

Agnaldo Araujo - | - 791 views
Foto: Divulgação
Colégio onde os estudantes foram flagrados com bebidas alcoólicas

Márcia Costa//AF Notícias

“A maioria das coisas que estão dizendo a meu respeito é mentira”, disse o motorista Junior Borges dos Santos, afastado do cargo público após denúncias de que teria dado bebida alcoólica para estudantes da Escola Estadual Machado de Assis, em Araguanã, norte do Estado.

Cinco alunos foram flagrados dentro da unidade de ensino com as bebidas no último dia 25 de outubro. O motorista que fazia o transporte dos estudantes da zona rural está sendo investigado pela Polícia Civil e a Secretaria Municipal de Educação também instaurou procedimento administrativo.

O motorista ainda é acusado de dirigir o ônibus escolar embriagado. Ao AF Notícias, Júnior Borges refutou a denúncia e garantiu que tudo é uma ‘história inventada’. Desempregado, ele disse que não sabe o que vai fazer para sustentar os cinco filhos. “Tenho 36 anos, tenho família e nunca tive passagem pela polícia. Trabalho para sustentar meus cinco filhos, não fiz nada para prejudicar ninguém, e não tive nenhuma intenção maldosa”, disse.

Questionado sobre a denúncia de que deu bebida alcoólica aos adolescentes, Junior Borges contou que um aluno de 19 anos o procurou pedindo que comprasse uma garrafa de catuaba quando estivesse na cidade. O aluno relatou que a bebida era uma encomenda para outra pessoa.

“O garoto pediu para eu levar a garrafa de catuaba, mas eu perguntei quantos anos ele tinha e se seria para levar para a escola. O rapaz me disse que era maior de idade, que a bebida era uma encomenda e que não a levaria para o colégio”, ressaltou.

O motorista disse também que foi enganado, pois o garoto levou a bebida para o colégio e ainda distribuiu para outros alunos. “Fiquei sabendo que a irmã desse rapaz, uma adolescente, estava tomando a bebida com outras alunas. Ela ainda disse que eu teria dado para eles quando foi flagrada. Eu comprei o litro porque fui enganado. Disseram que era para outra pessoa, eu jamais compraria com o intuito de embebedar alunos”, finalizou o motorista.

LEIA MAIS

Motorista é investigado por dirigir veículo embriagado e dar cachaça a estudantes

Comentários pelo Facebook: