Motorista da dupla Henrique e Juliano confessa que matou mulher grávida por ciúmes

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
O crime ocorreu na segunda-feira (08) em Goiânia.

Márcia Costa // AF Notícias

O motorista da dupla tocantinense Henrique e Juliano confessou que matou a ex-esposa grávida de quatro meses por não aceitar o fim do relacionamento e desconfiar de que a vítima mantinha relacionamento com outra pessoa.

Aginaldo Viríssimo Cuelho foi preso em flagrante por policiais da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios após deixar a cena do crime e ir para a casa de um primo, em Anápolis (GO). O crime ocorreu na segunda-feira (04) em Goiânia.

Em depoimento, o acusado disse que foi até a casa da ex-companheira Denise para tirar satisfação e arrombou a porta com chutes. “Perguntei: Cadê o cara? Ela veio para cima de mim, ficamos segurando a arma e aconteceu. Não sei se ela disparou sozinha, ou se fui eu que atirei. Não me lembro de nada”, declarou o motorista.

O casal se conheceu quando Aginaldo levou o ônibus da dupla Henrique e Juliano para reparos. Apesar de casados, Denise queria se divorciar. Os dois já não estavam morando juntos havia alguns meses.

O motorista já responde um processo por violência doméstica. A Assessoria da dupla informou que na data do incidente o funcionário gozava de folga. “Nosso contato com o mesmo é estritamente profissional”, afirmou em nota.

Comentários pelo Facebook: