MPE investiga morte de mulher por falta de médico plantonista em hospital público

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
A investigação é no município de Centenário

A morte de uma mulher no hospital do município de Centenário (TO) virou alvo de investigação do Ministério Público Estadual.

O órgão instaurou inquérito civil público para apurar possível ato de improbidade administrativa em razão da ineficiência do serviço público de saúde do município. O prefeito da cidade, Wesley Batista Lima, e outros responsáveis estão na mira da investigação.

Os pais de Sandra Silva da Cruz, vítima do descaso, relataram ao MPE que ela sofreu um acidente de trânsito no perímetro urbano de Centenário e deu entrada no serviço de saúde do município, mas foi atendida apenas por uma técnica em enfermagem.

A profissional medicou a paciente sem acompanhamento médico e Sandra faleceu horas depois “em decorrência da ausência de atendimento adequando e negligência”, segundo a denúncia.

No inquérito, o MPE juntou documentação comprovando que o município de Centenário não possuía médico na época da morte da mulher. Para o órgão, esse fator contribuiu para “o resultado morte da jovem Sandra, a qual não recebeu o necessário atendimento”.

Solicitações à prefeitura

O MPE requereu à prefeitura de Centenário que apresente no prazo de 15 dias informações contendo a qualificação do Secretário Municipal de Saúde, referente ao ano de 2018, bem como da técnica em enfermagem que atendeu Sandra.

A prefeitura ainda deve apresentar cópia dos termos de posse e demais documentos para o exercício das respectivas funções junto ao Município de Centenário.

O MPE solicitou ainda que a prefeitura apresente relatório indicando o nome dos profissionais médicos responsáveis pelos atendimentos públicos junto ao Município de Centenário referente ao ano de 2018, inclusive o médico responsável pelo plantão no período noturno do dia 14 de abril de 2018, apresentando cópia das escalas de plantões e contratos e demais documentos referente ao serviço médico junto ao mencionado município.

Comentários pelo Facebook: