Seet
Sobral – 300×100

Mulher diz que foi ‘espancada e enforcada’ por militares da Força Tática; PM explica situação

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
A mulher dicou com várias marcas no pescoço

Da Redação//AF Notícias

A imobilização de uma mulher na cidade de Ananás (TO) por militares da Força Tática dividiu comentários nas redes sociais em razão da suposta violência e uso desproporcional da força. O episódio aconteceu na manhã deste domingo (06).

A Polícia Militar informou que foi acionada para atender uma ocorrência onde um idoso estaria sendo agredido. A autora seria a mulher que aparece no vídeo sendo imobilizada pelos militares, Maria Silva Fernandes de Sousa, de 37 anos. Ela não nega a agressão a Manoel Domingues Melo, de 87 anos, contudo, justifica que ele estava tentando estuprar uma criança de cinco anos de idade, o que teria revoltado os moradores.

Foto: Divulgação
O policial joga a mulher no chão

O vídeo da ação mostra uma mulher de preto, sem sandália, gritando “para! para!” O policial tenta conversar com ela, mas a mulher fica nervosa e derruba uma motocicleta. Em seguida, o militar segura a mulher por trás, levanta-a e joga no chão. A mulher ainda recebe um ‘mata leão’ e desmaia.

Maria Silva fica desacordada por alguns segundos. Os populares ficam revoltados e xingam os militares. Uma jovem ainda pede que outra ataque os policiais com um pedaço de madeira. Há também crianças presenciando o episódio, uma delas é filha da mulher.

Após a confusão, a dona de casa Maria Silva gravou um vídeo mostrando as marcas que ficaram no seu corpo. Ela disse que foi vítima de agressão e que estava apenas defendendo uma criança de 5 anos, vítima de estupro. “Já foram me agredindo, me jogando no chão, me enforcando até eu desmaiar. Me espancando. Sou uma mãe de família”, diz a mulher.  Maria Silva foi autuada por lesão corporal e desacato.

Outro lado

Em nota, a Polícia Militar disse que foi acionada para atender a ocorrência de suposta agressão a um idoso e no local os policiais se depararam com Maria Silva “em visível estado de embriaguez e bastante agitada”.

Ao ser indagada pela guarnição sobre as tais agressões, a mulher passou a direcionar xingamentos aos componentes da guarnição e ainda empurrou e derrubou uma moto estacionada no local. Imediatamente foi feito o uso moderado da força para contê-la e possibilitar sua algemação, visto o seu grau de agressividade, e assim ela foi conduzida à delegacia de plantão em Tocantinópolis”, pontuou a nota.

Maria Silva, o idoso Manoel Domingues e algumas testemunhas do fato também foram encaminhados à delegacia. Ainda conforme a polícia, o delegado indicou a possibilidade de instaurar um procedimento contra o idoso em razão das informações prestadas por Maria.

Veja os vídeos

Comentários pelo Facebook: