Seet
Sobral – 300×100

Mulher morre dentro de sala de cinema enquanto assistia filme infantil com a filha em Palmas

Agnaldo Araujo - |
Foto: Lucas Eurílio/TV Anhanguera
A mulher passou mal e morreu dentro da sala do cinema

Uma mulher morreu enquanto assistia ao filme infantil ‘Meu Malvado Favorito 3’ em um cinema de Palmas. O caso ocorreu por volta das 14h desta quarta-feira (05). A vítima foi identificada como Maria Dilma de Araújo Martins, de 49 anos. Ela trabalhava como auxiliar de serviços gerais da Associação Tocantinense de Municípios e estava lotada no Hotel ATM – Associação Tocantinense dos Municípios.

Testemunhas relataram que a mulher estava com a família no cinema quando começou a passar mal. Um médico também estava na mesma sala que a vítima e ainda prestou socorro, mas ela não resistiu. Um bombeiro da brigada de incêndio do shopping também tentou ajudar.

A filha da mulher ainda chegou a fazer respiração boca a boca na mãe, segundo testemunhas. O cinema foi fechado após o caso. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado, mas a mulher já havia morrido quando a equipe chegou.

Maria Dilma estava em uma das salas do Cinemark, no Shopping Campim Dourado, no centro de Palmas. A causa da morte ainda não foi divulgada. Ela deixa três filhos e três netos.

Nota Cinemark

A assessoria da rede Cinemark informou que a equipe do cinema acionou os bombeiros do shopping e prestou os primeiros socorros no local até a chegada do SAMU, mas a cliente, infelizmente, faleceu.

“A Cinemark lamenta profundamente o ocorrido”, acrescenta a nota.

Nota da ATM

A ATM lamentou a morte da colaboradora que atuava na instituição desde 2009. Segundo a nota, ela era carinhosamente chamada pelos gestores e colegas de trabalho como Dilma. “Natural de Tocantinópolis, Dilma era mãe e avó carinhosa, além de servidora polivalente, sempre alegre e divertida em seus afazeres“, diz a nota.

“Rogamos a Deus que interceda pela família neste momento de profunda tristeza“, finaliza. A nota é assinada pelo presidente da ATM, Jairo Mariano.

Comentários pelo Facebook: