Mulher que vivia triângulo amoroso é suspeita da morte do namorado em Palmas

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Local indicado á polícia por Manoel Ferreira

Manoel Ferreira de Sousa foi preso temporariamente suspeito de matar o jovem Thiago Silva Sousa, queimar o corpo e ocultar o cadáver em Palmas. Ele foi capturado na manhã de quinta-feira (11). Sandra França Uchoa, também suspeita do crime, está foragida.

Conforme as investigações, Sandra mantinha um relacionamento amoroso com Manoel e Thiago, situação que pode ter levado ao homicídio.

Após ser preso, o acusado Manoel levou os policiais até uma área situada no Lago Norte, nas proximidades da sede da Embrapa Pesca e Aquicultura, onde teria desovado o corpo da vítima. Thiago estava desaparecido desde o dia 14 de março.

O corpo estava em estado avançado de decomposição, pois tinha sido queimado e deixado em local aberto, acelerando o processo natural de deterioração. A perícia foi feita no local e a ossada de Thiago Silva foi levada até a sede do Instituto Médico Legal para submissão a exame necroscópico, que indicará as causas da morte.

O registro da ocorrência do desaparecimento de Thiago foi realizado no dia 16 de março na 4ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Nacional (Luzimangues), mas os indícios da prática de homicídio fizeram com que o procedimento fosse, então, remetido à Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Palmas.

As investigações do caso levaram a Manoel Ferreira de Sousa, mas também à Sandra França Uchoa, suposta co-autora dos crimes. Paralelamente, ela mantinha relacionamento amoroso com a vítima e com o autor”, frisou o delegado Cassiano Ribeiro Oyama.

Manoel está preso na Casa de Prisão Provisória de Palmas à disposição justiça e Sandra ainda está foragida.

Comentários pelo Facebook: