Sobral – 300×100
Seet

Mulher suspeita de sequestrar e torturar a amante do marido nega ter praticado crime

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Simone diz que não agrediu Pauliane, embora ela tenha confessado que ficou com seu marido.

A defesa de Simone Lopes dos Reis Borges, de 38 anos, presa no último dia 15 de outubro em Araguaína por suspeita de ter sequestrado e torturado, com agressões de cinto e sandália, uma suposta amante do seu marido, Pauliane Rodrigues Silva, de 25 anos, afirmou, através de seu advogado Kleiton Matos, haver “contradição lógica” nos fatos. O caso teve grande repercussão na imprensa e redes sociais. Simone foi liberada no dia seguinte.

Segundo o advogado, a suposta amante relatou na Delegacia que nem mesmo conhece Simone pessoalmente, embora tenha confessado à delegada que já “foi para o motel” com o marido dela, mesmo sabendo que era homem comprometido.

A defesa argumenta que é difícil supor quem teria praticado as agressões contra Pauliane, uma vez há rumores de que ela tem por hábito “ficar com homens comprometidos”. “Quem tem muitos desafetos, não sabe de onde vem o perigo!”, acrescenta.

Conforme Kleiton Matos, Pauliane não apontou nenhuma testemunha que, eventualmente, tivesse visto ela sendo apanhada dentro de sua própria residência e, de lá, levada para o suposto matagal. “Também não indicou ninguém que teria visualizado ou ouvido ela ser lesionada”, afirmou.

Foto: Divulgação
Advogado criminalista Kleiton Matos diz que Simone não foi autoria do crime.

Kleiton Matos classificou como “falaciosas” as alegações de que sua cliente Simone teria sido presa no momento em que contava o feito para uma amiga. Segundo ele, no horário em que a suposta vítima diz que ocorreram os fatos, Simone estaria em sua casa fazendo almoço, conforme afirmou em seu interrogatório policial. “Nem que Simone quisesse, não poderia sair de casa no horário alegado por Pauliane, uma vez que, além de cuidar dos filhos menores, tem o compromisso diário de “tocar” o comércio que a família possui no mesmo endereço de moradia”, acrescentou o advogado.

Para o advogado, as acusações de Pauliane contra Simone tem a única intenção de abalar a honra que durante anos conquistou na comunidade araguainense e desestruturar sua família. “Simone tem se colocado à disposição dos órgãos investigativos e do Poder Judiciário porque é a maior interessada em ver revelado o impasse fantasioso criado em torno de seu nome”, finalizou Kleiton Matos.

Veja mais sobre o assunto…

Mulher é presa acusada de sequestrar e torturar a suposta amante do marido

Comentários pelo Facebook: